News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Sabado, 16 de Janeiro de 2021

OS BUROCRATAS PISOTEIAM NO POBRE CONTRIBUINTE!

PERGUNTINHA: Qual o escândalo que vai estourar nesta próxima semana em Rondônia ou qualquer outro Estado brasileiro, envolvendo falcatruas e desvios de dinheiro público?
Domingo, 19 de Julho de 2015 - 10:19

Alguns burocratas adoram mostrar seu poder. No quadradinho onde se adonam, o transformam num altar para imolar os pobres coitados, cidadãos e cidadãs simples, gente humilde, que paga seus salários mas, por incrível que pareça, eles adoram pisotear. Exemplos não faltam. Vamos a um deles, resumidamente, porque por extenso daria um livro: a maldade que a Receita Federal, em parceria com o TRE e a conivência de bancos, está fazendo com milhares de pessoas, ao menos em Rondônia, mas imagina-se, em muitas outras regiões do país. Primeiro, o contribuinte recebe uma carta dura do seu banco, sem data no texto e com a data de postagem escondida entre uma dezena e meia de números de um código de barras. Só especialistas para desvendar essa informação, que é vital. Por que? Porque o documento informa que o azarado tem 30 dias para regularizar seu CPF, caso contrário sua conta será bloqueada e encerrada. Manda o pobre coitado ir ao seu banco, para resolver. Que o contribuinte dê seu jeito! Uma hora e pouco de espera depois, com cara de idiota, o cidadão vê que foi enganado. Não é no banco que ele resolve o problema, como diz o documento oficial que recebeu. É na Receita.

Começa mais uma fase da correria. Na Receita, fica sabendo que há um pequeno erro em alguma informação, Vamos pegar um caso real: o nome da mãe do sujeito é com Y e está escrito com I simples. Por isso, é ameaçado se perder sua conta bancária. E são centenas de casos iguais, talvez milhares. Está resolvido o problema? Que nada! O pobre coitado ainda tem o dissabor de saber que suas informações não podem ser corrigidas na Receita. Ele tem que perder muito mais tempo, indo ao Correio e de lá, depois de pagar “uma taxinha”, mandar uma correspondência à Receita, com a correção. Burocracia desgraçada, burocratas infernais!

SIGILO?

Alguém aí lembra quando foi feito o recadastramento eleitoral, quando a população foi informada de que as informações seriam sigilosas? Só otário para acreditar em promessas desse tipo. Além de serem usados pela Receita Federal para castigar o contribuinte, colocado numa ciranda burocrática sem fim para corrigir pequenos detalhes que uma simples declaração resolveria, os dados pessoais também chegaram a empresas, ao SERASA e a outras fontes que, certamente, só mais tarde saberemos. É assim nesse país. O povo tem que respeitar a autoridade. No geral, a autoridade está se lixando para o povo!

LUXO E LIXO

Fosse num país sério, onde as pessoas são respeitadas, não aqui, a terra dos burocratas e do carteiraço, os responsáveis por esse vergonhoso ato que tripudia em cima dos direitos do cidadão comum (não os funcionários locais, que nada têm a ver com essa besteira!), não só teriam que responder por seus atos, como certamente seriam defenestrados do serviço público, pela prática absurda. Mas aqui não! Aqui é o país do desmando. E onde ninguém manda, todos fazem o que bem entendem com o  brasileiro comum. E isso serve para a Receita, para os bancos, para os Correios e para praticamente todos os órgãos que deveriam prestar um serviço de luxo, mas o prestam como um lixo.

CARTÃO DE VISITAS

Há uma cisão clara no governo do Estado, entre algumas lideranças políticas aliadas e secretários atuais. Um dos casos mais complexos está no DER. É importante que o governador Confúcio Moura sente com os envolvidos e tente amenizar a crise. Que leia, por exemplo, uma dura carta vinda de servidores do órgão, protestando contra o tratamento que recebem. O assunto já é público e pode acabar criando mais uma crise, onde não deveria haver nenhuma. O DER é talvez o principal cartão de visitas do governo, pelas obras que realiza em todo o Estado e, envolvido numa confusão interna, pode causar graves danos. Quem avisa....

PACIÊNCIA TEM LIMITE

A revolta da população em vários pontos das cidades já é notória, tanto por aqui como em outros Estados. Em Rondônia, por exemplo, só essa semana houve duas mobilizações, incluindo fechamento de ruas e queima de pneus. A primeira foi  em Rolim de Moura, onde moradores tentaram incendiar uma ponte, porque a Prefeitura não cumpre seu compromisso de resolver o problema. O outro foi na Capital, na sexta. Populares enfurecidos queimaram pneus e exigiram sinalização no encontro das avenidas Pinheiro Machado e Daniela, onde mais uma pessoa morreu em acidente de trânsito. A paciência do povão está se esgotando.

A CAIXA PRETA

A caixa preta do BNDES está prestes a ser aberta. Vai feder! Quando os números começarem a ser mostrados, principalmente dos contratos até agora em segredo, o país vai entrar em parafuso. Só o dinheiro enviado para o famoso porto de Cuba e o investido no metrô de Caracas, já vão dar uma ideia exata dos bilhões de reais envolvidos em negociações até agora obscuras. Autorizada pelo presidente da Câmara, Eduardo Cunha, agora rompido com o governo do PT, a CPI do BNDES pode se transformar na maior pedra no sapato do governo Dilma até agora. Esperemos para ver o tamanho do buraco!

PERGUNTINHA

Qual o escândalo que vai estourar nesta próxima semana em Rondônia ou qualquer outro Estado brasileiro, envolvendo falcatruas e desvios de dinheiro público?

Fonte - Sergio Pires

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.