News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Quinta-Feira, 03 de Dezembro de 2020

PREFEITO BUSCA PARCERIA DO 5º BEC PARA REALOCAR MORADORES DO BAIRRO TRIANGULO

A área em questão é próxima ao rio, na Estrada do Santo Antônio. Precisamos colocar estas famílias do Bairro Triangulo em uma área que não alaga e próxima a suas origens, para assim, preservar sua identidade.
Quinta-Feira, 02 de Julho de 2015 - 09:01

O prefeito de Porto Velho, Mauro Nazif, esteve reunido com o Tenente Coronel do Batalhão de Engenharia e Construção, Marco Antônio Siqueira de Oliveira, representantes do Ministério Público Federal, do governo municipal e do tradicional Bairro Triangulo, na quarta-feira, 01 de julho, para tratar de uma parceria para obter uma nova área em que serão construídas moradias para cerca de 150 famílias do referido bairro que foi grandemente atingido pela enchente do rio Madeira.

Mauro Nazif diz que, baseado em estudo, uma das áreas pertencentes ao Batalhão é a que melhor atende a realocação dessas famílias centenárias que possuem uma rica cultura. “A área em questão é próxima ao rio, na Estrada do Santo Antônio. Precisamos colocar estas famílias do Bairro Triangulo em uma área que não alaga e próxima a suas origens, para assim, preservar sua identidade. Por isso precisamos de um parecer do Comandante para pleitearmos junto às autoridades competentes”, afirma o prefeito de Porto Velho.

A representante do bairro Triangulo, Maria Clara, lembrou aos presentes a história de moradores do Triângulo que, no seu início, eram operários da Estrada de Ferro Madeira Mamoré. “Queremos estar próximo de nossas raízes”, justifica o pedido de uma área próxima. A área pleiteada tem cerca de 10 hectares, sendo que sete serão preenchidos apenas com as moradias, com lotes de 10x30 metros. Os outros três hectares serão de área verde, equipamentos comunitários e arruamento.

O Comandante do Batalhão de Engenharia e Construção, Marco Antonio Siqueira de Oliveira disse que este é um assunto para ser visto com a Diretoria de Patrimônio Imobiliário e Meio Ambiente (DPIMA) e ficou de analisar o pedido. “A princípio, não vejo problemas, desde que a área em questão não interfira no cotidiano do Batalhão. É preciso passar a questão para Brasília. Vou disponibilizar minha equipe de topografia que está em formação, para analisar uma área que não comprometa nossas ações e segurança e poderemos assim contribuir para resolver esta problemática”, explica o Tenente Coronel.

Fonte - assessoria - pmpv

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.