News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Domingo, 24 de Janeiro de 2021

POLICLÍNICA RAFAEL VAZ E SILVA REALIZA TESTE RÁPIDO DE TUBERCULOSE

O teste serve para realizar o diagnóstico inicial da doença, que em 2014 chegou a 267 casos novos em Porto Velho.
Quinta-Feira, 02 de Julho de 2015 - 08:26

Encontra-se disponível em Porto Velho a realização de teste rápido para diagnosticar a tuberculose, doença infecciosa que afeta principalmente os pulmões. O exame, que tradicionalmente demoraria em média 48 horas para ficar pronto, agora pode ser feito em alguns minutos por meio de um equipamento recentemente instalado na Policlínica Rafael Vaz e Silva, localizada no bairro Mato Grosso, zona central da capital.

Segundo a coordenadora da Divisão de Agravo de Doenças por Transmissão Respiratória da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Rosimar Cardoso, o paciente pode ter acesso ao exame mediante consulta médica realizada em qualquer unidade de saúde municipal ou da rede privada. Após a recomendação médica, o paciente deve preencher um formulário de primeira amostra e ceder a amostra de escarro em perfeita qualidade (2 ml de escarro) na referida unidade de saúde, que será encaminhada ao laboratório da Policlínica Rafael Vaz e Silva para análise e diagnóstico.

Rosimar afirma que a rede municipal conta com médicos e enfermeiros capacitados para realizar e orientar sobre o teste rápido de tuberculose, mas em caso de dúvidas, o usuário pode recorrer à cartilha de orientação de baciloscopia para teste rápido que é disponibilizada nas unidades de saúde. “Esse teste serve para detectar casos novos, funcionando como uma forma de estimular a detecção precoce da tuberculose, que se tratada a tempo tem grandes chances de ser curada. Entre os principais sinais da doença está a tosse por mais de 3 semanas, por isso, em caso de qualquer suspeita, é importante procurar atendimento médico”, finalizou a coordenadora.

O teste serve para realizar o diagnóstico inicial da doença, que em 2014 chegou a 267 casos novos em Porto Velho. Este ano, até abril, os registros somam 52 registros novos. Os dados são do Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental (DVEA/SEMUSA).

Fonte - assessoria

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.