News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Sexta-Feira, 27 de Novembro de 2020

PEDIDO DE IMPEACHEMANT: CÂMARA SORTEIA MEMBROS PARA COMISSÃO DE ADMISSIBILIDADE DE DENÚNCIA CONTRA MAURO NAZIF

A Câmara Municipal escolheu na sessão ordinária de segunda-feira 29.06, através de sorteio, os cinco membros da comissão temporária que vai analisar a admissibilidade ou não das denúncias contra o prefeito Mauro Nazif (PSB) que irão nortear a Comissão Parlamentar de Inquérito contra o chefe do Executivo Municipal.
Terça-Feira, 30 de Junho de 2015 - 13:57

A Câmara Municipal escolheu na sessão ordinária de segunda-feira 29.06, através de sorteio, os cinco membros da comissão temporária que vai analisar a admissibilidade ou não das denúncias contra o prefeito Mauro Nazif (PSB) que irão nortear a Comissão Parlamentar de Inquérito contra o chefe do Executivo Municipal.

A Comissão formada pelos vereadores Alan Queiroz (PSDB), Edwilson Negreiros (PR), Junior Siqueira (PSDC), Dimdim (PSL), e Ellis Regina (PC do B) terá três dias para apresentar o relatório em plenário a aceitação ou rejeição da denúncia. Se acabar, a Câmara nomeará, também por sorteio, cinco novos membros da CPI.

A denúncia formulada pelo jornalista Carlos Caldeira foi lida em plenário, e só depois foi realizado o sorteio dos membros, a pedido do vereador José Wildes (PT) ao invocar questão de ordem. É que o vereador e líder do prefeito Jair Montes (PTC) passou a desqualificar o denunciante, interrompendo o curso normal da sessão.

Segundo Jair Montes, Carlos Caldeira deveria pedir uma música para o Fantástico porque é a terceira vez que ele entra com um pedido de cassação do prefeito Mauro. Jair ainda disse que Caldeira está querendo se transformar em um personagem folclórico e o comparou à Bailarina da Praça.

Em aparte, o vereador Everaldo Fogaça (PTB) disse que, quando os membros do Legislativo assumiram seus cargos na Câmara, fizeram um juramento prometendo o fiel cumprimento do Regimento Interno e Lei Orgânica, contrapondo-se às declarações de Jair Montes sobre a denúncia formulada, gostando ou não aquele rito tem que ser cumprido, disse o vereador.

Jair Montes havia defendido a não criação da Comissão, ressaltando que a própria Justiça reconheceu a legalidade do procedimento. Everaldo Fogaça defendeu o contrário: disse que não homologaria as “lambanças administrativas” de Mauro Nazif que autorizou o início do certame sem conhecimento da Câmara Municipal, desrespeitando a Lei Orgânica em seu artigo 48.

MEMBROS

Junior Siqueira (PSDC)não deu mostras sobre seu voto. Ele apenas disse que irá aguardar a Assessoria Legislativa da Casa para auxiliar o início dos trabalhos da Comissão.

O vereador Dim Dim (PSL) também não deu mostras de qual será seu voto. Disse apenas que vai aguardar a publicação no Diário Oficial dos membros da Comissão e, a reunião, após a escolha do presidente e do relator, fazer o trabalho dentro de sua legalidade.

O vereador Alan Queiroz (PSDB), talvez o único voto favorável da comissão, disse que atualmente há duas denúncias idênticas contra o prefeito Mauro Nazif e disse que a criação da Comissão Temporária surgiu dentro de uma denúncia bem embasada, o que demonstra há embasamento para uma investigação mais aprofundada. Alan deixou claro ainda que há previsão, no Regimento Interno, de que, acatada a denúncia haja o afastamento imediato do prefeito para a investigação.

Fonte - marcos santana

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.