News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quarta-Feira, 20 de Janeiro de 2021

OBRAS DO ANEL VIÁRIO DE JI-PARANÁ SÃO RETOMADAS COM MÁQUINAS E SERVIDORES DO DER

As obras para o asfaltamento do Anel Viário de Ji-Paraná, região central de Rondônia, foram retomadas na manhã desta quinta-feira (25).
Sexta-Feira, 26 de Junho de 2015 - 11:25

O governo estadual executará os serviços de terraplanagem, sub base, base e capa asfáltica com maquinário,  equipamentos e servidores do Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes (DER). A jazida de cascalho que será utilizada pertence ao Exército e foi liberada através da 17ª Brigada de Infantaria e Selva, em Porto Velho.

O diretor-geral do DER, Lioberto Caetano, salienta que o governo estadual entende o asfaltamento do Anel Viário como uma das principais obras de infraestrutura para Rondônia. Por este motivo, segundo o diretor, o governador Confúcio Moura decidiu que o DER executará o serviço por administração direta (máquinas, equipamentos e servidores próprios). Afirmou que os trabalhos começam nos extremos da BR-364 para o centro da estrada.

Na quarta-feira (24), Lioberto Caetano, acompanhando de engenheiros do DER, percorreu o trecho de 13,5 km do anel viário e visitou a jazida de cascalho (nas proximidades da obra) que será utilizada. Caetano explicou que as máquinas já trabalham na terraplanagem no trecho que não necessita de aterro, enquanto os engenheiros do órgão atestam a qualidade do cascalho a ser utilizado em toda a extensão da rodovia.

“O anel viário é uma obra de extrema importância para todo o estado, em especial para a região central. A rodovia diminuirá o fluxo de carretas no perímetro urbano de Ji-Paraná, facilitando o trânsito de veículos pesados, principalmente dos veículos de carga que transportam produtos como soja, arroz, milho e combustível até Porto Velho”, frisou Caetano. O diretor acrescentou, ainda, que o asfaltamento vai melhorar a qualidade de vida da população ji-paranaense.

Para Caetano, o asfaltamento do Anel Viário é um desafio grande  para a equipe. “Acreditamos na competência e na superação de cada um, e com certeza terão seus nomes escritos na memória dessa população que esperam há mais de duas décadas pela realização desse sonho. Estamos preparados e vamos nos concentrar nessa obra com uma equipe selecionada para esse tipo de desafio, manter a disciplina e seguir rigorosamente os termos jurídicos que envolvem o compromisso e o respeito com serviços públicos, principalmente dessa magnitude”, declarou.

O diretor operacional do DER, Marcelo Burgel, explica que os serviços se iniciam com equipe reduzida e conforme a liberação das licenças, o efetivo de máquinas, equipamentos e servidores aumentará gradativamente, até atingir a média de 60 homens e 40 máquinas em toda a obra.

Os engenheiros do DER Ariosvaldo Cavalcante  e Miguel Deguchi consideram a pavimentação do Anel Viário uma obra delicada e de grande responsabilidade para todos que estarão envolvidos. Para eles, esse projeto “ficará na história do estado de Rondônia”.

“Estamos confiantes que dessa vez o gigante sairá do papel. O DER está focado com um só objetivo e toda obra está sobre nossa gestão, temos total capacidade e condições de executá-la”, ressaltaram os engenheiros.

Fonte - decom - governo de rondônia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.