SOCIEDADE CIVIL DA REGIÃO DE JI-PARANÁ OPINA SOBRE APLICAÇÃO DE INVESTIMENTOS ATÉ 2019

Representantes da sociedade civil organizada conversam entre si e com técnicos do governo estadual para definir a aplicação de investimentos públicos em treze áreas específicas para a região de Ji-Paraná.
Quinta-Feira, 25 de Junho de 2015 - 16:16

Representantes da sociedade civil organizada conversam entre si e com técnicos do governo estadual para definir a aplicação de investimentos públicos em treze áreas específicas para a região de Ji-Paraná. O retrato sobre a opinião dessas pessoas será apresentado no final da tarde desta quinta-feira (25), na escola estadual Rio Urupá, em Ji-Paraná, quando é encerrada a audiência pública sobre o Plano Plurianual Participativo (PPA) para o  quadriênio 2016-2019.

As salas de aulas da escola Rio Urupá foram abertas para discussão às 11h, logo após o anúncio oficial da audiência pública. Diretora de escola pública estadual em Alvorada do Oeste, a professora Rosangela Sebben optou em participar da área da segurança. “Muito embora eu atue na educação, escolhi outro tema por entender que devo me manifestar sobre a importância deste serviço público para a sociedade no geral”, avalia.

“A violência tende a crescer. Este é o momento certo de discutir esta pauta e é importante o governo ouvir a população”, declarou a promotora de Justiça Eiko Daniele. Para a vereadora em Alvorada do Oeste Débora Pereira, a inclusão social é um dos assuntos de extrema relevância na cidade dela. “Me inscrevi nessa temática para apresentar propostas de melhorias lá em Alvorada”, disse a vereadora no momento da inscrição.

As diretrizes temáticas em discussão envolvem as áreas da educação; saúde; segurança; inclusão social; esporte; cultura; gestão ambiental; turismo; Indústria e Comércio; setor produtivo; infraestrutura e logística; desenvolvimento urbano e ciência, tecnologia e informação (CT & I).

A abertura da audiência pública foi feita pelo secretário estadual de Planejamento George Braga, representando o governador Confúcio Moura, que cumpre agenda em Porto Velho – inaugura escola em tempo integral para o atendimento de seiscentos alunos.

“Não é fácil administrar. Tudo depende do planejamento e estamos aqui para fazê-lo para os próximos quatro anos, como já fizemos em 2011, aqui mesmo em Ji-Paraná”, disse o secretário George Braga.

“Do PPA de 2011 o governo realizou vários investimentos na região que foram apontados pela sociedade”, lembrou o secretário regional Romildo Pereira, exemplificando alguns dos investimentos do governo em Ji-Paraná, como o asfaltamento urbano e construção de casas populares.

Também participaram da mesa de abertura os deputados estaduais Airton Gurgacz e Laerte Gomes, o vereador Edilson Vieira representou a Câmara de Vereadores,  o secretário municipal Antônio Geraldo representou a prefeitura, a promotora de Justiça Eiko Daniele e o presidente da Associação Comercial e Industrial local (Acijip) empresário Hugo Araújo.

Prestigiaram o evento o prefeito de Teixeiropólis Valdir Mendes de Castro;  a vice-prefeita de Urupá Delzi Maia; vereadores e secretários de Ji-Paraná e das cidades no entorno que são Presidente Médici, Alvorada do Oeste, Urupá e Teixeirópolis.

De acordo com o coordenador das audiências públicas sobre o PPA que estão sendo realizadas em diversas cidades, técnico Natan Oliveira, cerca de 280 pessoas se inscreveram para o evento em Ji-Paraná.

Nas outras audiências já realizadas o público presente foi de aproximadamente 120 pessoas em Rolim de Moura; 150 em Cacoal; 100 em São Francisco do Guaporé e  80 em Vilhena, de acordo com Natan.

Fonte - DECOM/GOV-RO

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.