SEMTRAN ESPERA MAIOR EFETIVIDADE NOS SERVI荗S DOS AGENTES DE TR翹SITO

O que est havendo mesmo o crescimento nas infra珲es, e isso n鉶 pode ser permitido pela Semtran.
Quarta-Feira, 24 de Junho de 2015 - 08:23

O secretário municipal de Transportes e Trânsito (Semtran), Carlos Gutemberg, na manhã desta terça-feira (23), reuniu os agentes de trânsito para avaliar formas a serem empregadas com vista a produzir maior efetividade nas ações restritivas ao desrespeito às normas de circulação no trânsito de Porto Velho.

Apesar da divulgação de que a quantidade de multas aplicadas esteja em ascendência, feita por alguns veículos de comunicação, segundo explicou Gutemberg, nos últimos meses, na verdade, tem sido observada a queda na arrecadação de multas em Porto Velho, ao mesmo tempo em que ocorre uma elevação vertiginosa de infrações nas várias regiões da cidade.

O secretário apontou como principal motivo na diminuição das autuações o pequeno contingente de agentes de trânsitos em atividade. A Semtran está sem convenio com a Polícia Militar. Não houve prestação de contas por parte da Prefeitura no período referente aos anos de 2007 a 2009, de forma a reabertura de novo convênio está sendo impossibilitada. “Temos apenas oitenta e oito agentes e muitos estão de licença médica, de férias ou afastados por outros motivos. Aqui há praticamente duas estações, que são o período de chuvas e o período de sol. No calor é mais difícil o trabalho dos agentes, pois não conseguem se proteger do sol, contudo, apesar disso tudo, estamos pedindo aos agentes que se façam mais visíveis no trânsito e que atuem com maior rigor, em conformidade às necessidades verificadas, principalmente nos locais onde mais ocorrem acidentes”, afirmou.

A Semtran não exige que os agentes multem. A arrecadação por meio de multas já chegou a ultrapassar a casa dos 300 mil reais, em determinados momentos, contudo, em outros meses mal atingiu 100 mil. Os agentes recebem produtividade, mas não por multas aplicadas, e sim em relação ao cumprimento das regras de conduta do funcionalismo público. “Há uma equivocada opinião de que existam exageros na quantidade de multas aplicadas no transito, porém, na realidade está ocorrendo o contrário disto. Embora saibamos das dificuldades dos agentes, estamos pedindo para que eles atuem com maior efetividade. Isto não quer dizer que queremos multiplicar as multas, mas é preciso que eles sejam mais vistos no trânsito. Há maior respeito às regras quando os agentes são mais vistos, e é isto que queremos mais deles, que se tornem ainda mais presentes, principalmente nos locais mais sensíveis”, finalizou Gutemberg. 

Fonte - ASSESSORIA DE COMUNICA敲O

Comentários

News Pol韈ia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.