News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Quarta-Feira, 25 de Novembro de 2020

LENHA NA FOGUEIRA: TEATRO DE PORTO VELHO

O Teatro de Porto Velho. Chega de burocracia. Preciso do HABITE-SE pela Prefeitura. Está demorando demais. Os artistas estão precisando trabalhar. O nosso teatro é o maior da Amazônia. Que é isto companheiro!.
Terça-Feira, 23 de Junho de 2015 - 16:28

O governador (ou foi o cidadão?) Confúcio Moura expressou sua indignação pela demora na expedição por parte da prefeitura de Porto Velho do Habite-se (Alvará de Funcionamento) do Teatro Palácio das Artes Rondônia, em sua coluna “Domingueira” publicada no site Gente de Opinião. Veja a nota.


O Teatro de Porto Velho. Chega de burocracia. Preciso do HABITE-SE pela Prefeitura. Está demorando demais. Os artistas estão precisando trabalhar. O nosso teatro é o maior da Amazônia. Que é isto companheiro!. Enquanto o HABITE-SE não chega, a diretoria da Fundação de Cultura se apresentou e seguirá o que diz a lei. O teatro não é auditório. É um grande e luxuoso ambiente para eventos culturais apenas.


Bacana a preocupação do governador para com o nosso teatro. Melhor ainda a autonomia que ele deu a direção da FUNPAR quanto à utilização da sala, que deve ser ocupada apenas por eventos culturais e não, servir de auditório para Palestras e reunião partidária.


Quem ficou feliz da vida foi o Presidente da FUNPAR Severino Costa, que agora ta com a corda toda em suas mãos. Corda e os Pepinos.


Por exemplo, um dos problemas que a direção Fundação vai ter que enfrentar quando o Alvará for liberado e o Teatro estiver funcionando a todo vapor, será quanto à liberação dos ingressos (carimbados) que depende, não sei se da Semfaz ou da Comissão de Eventos de Grande Porte da prefeitura de Porto Velho.


A maldita Lei 190 que foi sancionada pelo então prefeito Carlinhos Camurça com a intenção de pegar de “calça arriada” o Bloco Maria Fumaça, pegou mesmo foi os eventos culturais de um modo geral.


Hoje para os produtores culturais realizarem qualquer evento com cobrança de ingresso é um suplício.


Quer ver uma coisa! Os responsáveis pelo espetáculo da Russian State Ballet, da Rússia, que vai se apresentar nesta quarta-feira (24) na casa de shows Talismã 21.


Só conseguiram liberar os ingressos para venda, na última sexta feira 19, assim mesmo através de Liminar.


O que me deixa invocado, é a atitude da prefeitura em não liberar a venda dos ingressos após mais de trinta dias da solicitação, alegando que está verificando se tudo está nos conformes. Aí de repente um Juiz acata o pedido dos responsáveis pelo espetáculo e expede uma Liminar e os caras da prefeitura liberam na hora a venda dos ingressos.


Se os produtores de espetáculos, principalmente nos segmentos artes cênicas, dança, artes visuais, música etc., não pressionarem quem direito a promover uma reforma na tal Lei 190.


Mesmo com o Teatro contando com o Alvará de Funcionamento, vai ser difícil realizar qualquer espetáculo. A não ser, que os produtores desses espetáculos requeiram junto à prefeitura, pelo menos com SEIS meses de antecedência a liberação da venda de ingresso.


O que é mermão! Estamos em Rondônia onde tudo pode, inclusive nada!

Fonte - Zé Katraca
Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.