A PACIÊNCIA DE CONFÚCIO MOURA ESTÁ SE ESGOTANDO!!!

Será que, como ele mesmo está prevendo, o ex presidente Lula se tornará o próximo alvo da Justiça, no pacote de corrupção que está colocando na cadeia alguns dos maiores pesos pesados das empreiteiras?
Terça-Feira, 23 de Junho de 2015 - 08:39

Seria cômico, não fosse trágico. Com o saco cheio de pedir aos seus parceiros da Prefeitura a liberação do Alvará (Habite-se) para o Teatro Palácio das Artes, num evento inédito, o governador Confúcio Moura veio à público, pedir socorro. Quer que a Prefeitura dê um jeito de liberar o uso do prédio. Em seu Blog, o Governador postou um pedido para que o município pare de encheção de linguiça e libere a obra, para shows. Lamentável que um governador tenha que pedir, quase de joelhos, para que a Prefeitura da Capital do Estado que ele governa e da qual é parceiro, tenha um pouco de bom senso e autorize o pleno funcionamento do maior e entre os mais belos Teatros de toda a região norte. Em seu texto, Confúcio deixa claro que não há mais como aguentar tanta demora. Escreveu: “Teatro de Porto Velho: chega de burocracia. Preciso do Habite-se pela Prefeitura. Está demorando demais. Os artistas estão precisando trabalhar. O nosso Teatro é o maior da Amazônia. Que é isso, Companheiro?.... O Teatro não é auditório. É um grande e luxuoso ambiente para eventos culturais, apenas!”.

É uma vergonha o que está acontecendo em relação ao Teatro Estadual! A má vontade, unida à burocracia infernal e ao olho grande; ao tudo para mim, nada para vocês (o Município diz que só libera a obra se receber 276 mil reais), denota o quanto a classe dominante da política ignora os anseios e as necessidades da população, também na área da cultura. Além disso, deve ser inédito no país um governante vir a público protestar contra a inação de seu parceiro. O governo tem investido pesado em Porto Velho e ajudando muito a administração do prefeito Mauro Nazif. Não tem havido reciprocidade. A paciência de Confúcio Moura está se esgotando. A do povo da Capital já foi embora há muito tempo. Uma vergonha!

VERGONHA NA CARA?

Balett russo vai apresentar o Cisne Negro nesta quarta em Porto Velho. Se houvesse bom senso, parceria, respeito à população, Governo, Prefeitura, Bombeiros, Ministério Público e outros órgãos teriam se sentado à uma mesa e liberado o Teatro Palácio das Artes, ao menos para essa apresentação, até que o Alvará definitivo fosse dado. Mas como aqui a briga por beleza é imensa e cada um pensa apenas em si, não naqueles que pagam seus salários com seus impostos, o espetáculo será na Casa de Show Talismã. As autoridades (ir) responsáveis deveriam morrer de vergonha com esse acinte, mas, é claro, estão se lixando...

CÉSAR DESISTIU

Há muito tempo o prefeito de Rolim de Moura, César Cassol, estava insatisfeito. Habituado a tomar decisões rápidas e resolver problemas sem precisar seguir um rosário de leis e normais, como precisam fazer os políticos em cargos executivos, ele não conseguia conciliar seu jeito de fazer as coisas com rapidez, como o faz na iniciativa privada. Já tinha reclamado muitas vezes. No popular, estava com o saco cheio da política, como ela está. O anúncio da renúncia, nesta segunda, não pegou a comunidade de surpresa. Luizão do Trento assume o poder, para o restante do mandato, até o final de 2016.

BYE, BYE, VOOS!

O alto custo do combustível e a não desoneração de impostos sobre a querosene, estão levando empresas aéreas a desistir da rota que coloca Ji-Paraná no pacote de aeroportos do Estado atendidos por voos.  Várias empresas, como a Cruiser, a Oceaner, a TAM, a Avianca, a Varig e a Passaredo, já desistiram, porque só acumulavam prejuízos. Agora é a vez da Azul ir pelo menos caminho. Se não houver uma negociação urgente, o aeroporto Coleto só servirá mesmo para pequenas aeronaves de voos regionais. Está na hora de as autoridades resolverem o impasse.

PAZ NA FIERO

Nos meios empresariais, a melhor notícia dos últimos tempos foi o fim da crise política na Fiero. Com a participação de várias autoridades e do Governo do Estado participando e incentivando o diálogo, tudo foi acertado para que a Federação das Indústrias do Estado, a Fiero, fosse pacificada. Com Marcelo Thomé eleito presidente para um mandato de quatro anos e Chagas Neto presidindo o Conselho, as forças que estavam divididas se uniram para que a grande e vital entidade para a economia rondoniense pudesse tocar seus projetos em frente. Gilberto Baptista, um dos maiores conhecedores de tudo na Fiero, continua no posto, o que significa também que tudo vai andar normalmente e com qualidade.

UM SÓ MANDATO

Filho do senador assassinado Olavo Pires, Emerson Pires morreu nesta final de semana em Brasília, ainda jovem (pouco mais de 45 anos), com uma doença daquelas terríveis. Emerson usou o nome do pai para se eleger deputado federal por apenas um mandato. Não tinha o mesmo tino político do genitor, assassinado covardemente com tiros de metralhadora quando liderava a campanha para o Governo do Estado. Emerson se elegeu garantindo que iria colocar os assassinos do pai na cadeia. Nem ele, nem a polícia conseguiram, mais de 25 anos depois, esclarecer um dos mais britais crimes registrados em Rondônia.

PERGUNTINHA

Será que, como ele mesmo está prevendo, o ex presidente Lula se tornará o próximo alvo da Justiça, no pacote de corrupção que está colocando na cadeia alguns dos maiores pesos pesados das empreiteiras?

Fonte - SÉRGIO PIRES

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.