RANIERY DESTACA APOIO DE RAUPP E DIZ QUE FERROVIA SÓ VAI SAIR COM MUITO TRABALHO

Segundo o presidente da Fecomércio/RO, tudo começou na realização do 19º Fórum da Amazônia Legal, em abril de 2013, organizado pela Federação, quando o senador Valdir Raupp (PMDB) firmou compromisso em trabalhar pela viabilidade política do projeto e a Fecomércio pela mobilização do setor produtivo do Estado.
Quarta-Feira, 17 de Junho de 2015 - 14:37

O presidente do Sistema Fecomércio/RO (Sesc-Senac-IFPE), Raniery Araujo Coelho, destacou durante entrevista ao Programa Tempo Real, da Rede Record, o apoio que o senador Valdir Raupp (PMDB) vem dando desde 2013 ao projeto da Ferrovia da Soja e também da Transpacífico. Conforme ele, a adesão de todos os políticos tanto de Rondônia quanto de outros Estados é importante para a viabilização do projeto, mas “temos que destacar aqui o compromisso real que alguns deles assumiram antes mesmo de qualquer publicidade em torno dessa iniciativa. Neste momento precisamos trocar os holofotes pelo trabalho para tirar as ferrovias do papel”, observou.

Segundo o presidente da Fecomércio/RO, tudo começou na realização do 19º Fórum da Amazônia Legal, em abril de 2013, organizado pela Federação, quando o senador Valdir Raupp (PMDB) firmou compromisso em trabalhar pela viabilidade política do projeto e a Fecomércio pela mobilização do setor produtivo do Estado. “Entre abril e outubro de 2013 muito se trabalhou em torno deste projeto, com o senador Valdir Raupp e a deputada Marinha Raupp mantendo estreitas relações com bancadas de todos os Estados, especialmente do Norte. Destaque para os senadores Jorge Viana (PT do Acre) e Romero Jucá (PMDB-RR) que ajudaram nesta mobilização”.

Raniery Coelho observou, no entanto, que o projeto somente deu uma guinada em outubro de 2013, quando da realização do “Seminário sobre Logística de Transportes do Estado de Rondônia integrando o desenvolvimento da Região Norte”. O evento reuniu grandes especialistas em logística e projetos ferroviários. A partir dali o projeto começou a ser discutido inclusive no âmbito da Confederação Nacional do Comércio, tendo o apoio de todos os representantes dos Estados.

NÃO HÁ MAIS TEMPO PARA PROJETOS DE “FAZ DE CONTA”

Questionado se ele acredita na viabilidade dos projetos ferroviários, Raniery Coelho foi categórico: “Veja bem, não há mais espaço na agenda do Brasil para brincadeiras ou para projetos ‘faz de conta’. O Brasil precisa de atitudes e ações reais que visem desburocratizar a máquina pública e oferecer uma infra-estrutura ao setor produtivo, seja na construção de ferrovias, rodovias, portos, aeroportos e tudo que favoreça agilidade no escoamento da produção industrial e também agrícola”.

Para o presidente da Fecomércio/RO, a Transcontinental é um projeto necessário ao País e tem que ter prioridade. A vinda da delegação chinesa ao Estado de Rondônia e o anúncio da instalação de duas agências do Banco de Desenvolvimento da China, uma em Rondônia e outra no Acre, demonstra a seriedade com a qual os chineses estão tratando o projeto. “Por isso acredito que a possibilidade do projeto ser viabilizado de fato é muito grande”, ponderou.

Fonte - Assessoria/fecomercio

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.