News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo

MMA MAIS CONFUNDE DO QUE AJUDA SOBRE O CAR

Ao invs de auxiliar os proprietrios e profissionais que esto fazendo o Cadastro Ambiental Rural, Ministrio do Meio Ambiente publica nota que causa ainda mais insegurana em relao ao tema
Quarta-Feira, 10 de Junho de 2015 - 15:24

Curitiba, 10 de junho de 2015 - No início desta semana, um terremoto abalou as bases do Cadastro Ambiental Rural (CAR) devido uma nota publicada na segunda-feira (8/6) pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) que afirmava com todas as letras que "o CAR não pode ser cobrado". Segundo o MMA, os proprietários devem tentar fazer o CAR sozinhos, mas se precisarem de qualquer auxílio devem procurar os 30 mil profissionais já formados no CapCAR, o curso gratuito oferecido pelo Ministério para capacitar pessoas para fazer o Cadastro. O que faltou explicar é que nem todo mundo que fez o CapCAR trabalha em sindicatos ou associações, e não está obrigado a trabalhar de graça para o governo. Além disso, existem milhares de empresas e profissionais liberais oferecendo serviços de CAR, que podem - e devem - ser aproveitados com seus conhecimentos técnicos para fazerem um trabalho de qualidade e dentro do prazo.

A analogia que se faz do CAR com a declaração de Imposto de Renda é perfeita: enquanto algumas pessoas fazem sua declaração sozinhas e conseguem enviar sem problemas para o sistema da Receita Federal, outras têm mais dificuldades – ou a declaração é muito complexa – e contam com o auxílio de Contadores. Com o CAR acontece o mesmo. Pensar que todas as pessoas vão resolver isso sozinhas ou com o auxílio de algumas instituições ligadas ao governo é correr o risco de novamente o prazo não ser cumprido.

Por fim, na manhã desta quarta-feira (10/6), após receber uma enxurrada de críticas, o MMA mudou o título da nota em seu site (http://mma.gov.br/index.php/comunicacao/agencia-informma?view=blog&id=944) para ""MMA alerta: o sistema CAR é gratuito" e o subtítulo para "O Ministério do Meio Ambiente esclarece que a inscrição para O Cadastro Ambiental Rural não é paga. O proprietário pode acessar e seguir passo a passo do preenchimento com auxílio da cartilha ou de pessoas treinadas".

Artigo

Confira o artigo "MMA mais confunde do que ajuda", escrito por Eduardo Freitas - Engenheiro Cartógrafo, Técnico em Edificações e Coordenador do Instituto GEOeduc - com uma análise completa da nota do MMA.

Sobre o Instituto GEOeduc

Estamos passando por uma revolução tecnológica global, certamente a mais expressiva em toda a história da humanidade. Por isso, qualquer profissional que esteja em busca de qualificação precisa contar com o que existe de mais atual em metodologias de ensino, para que possa acompanhar o ritmo do mercado. Pensando nisso, foi criado em abril de 2014 um Instituto de qualificação e atualização profissional totalmente diferente de tudo o que existia no mercado de Geotecnologia, contando com uma plataforma de cursos online em formato inédito no setor, com liberdade de horários, material didático de qualidade, muitos exercícios e conteúdos complementares, além do suporte aos alunos por email, skype, telefone, redes sociais e mobile. Além disso, o Instituto realiza pesquisas de mercado sob demanda, algo nunca antes feito no setor geoespacial. Mas somente oferecer cursos e pesquisas ainda não era o bastante, pois o objetivo do GEOeduc é ser referência em qualificação e atualização profissional para o setor geoespacial, não apenas na América Latina, mas no mundo. Por isso, o Instituto oferece cursos online em português, espanhol e inglês, para iniciantes, usuários ou especialistas nas várias tecnologias e soluções geoespaciais. Mais informações: www.geoeduc.com

Fonte - Ivan Leonardi
Comentários

News Poltica

News Polcia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.