VICE- GOVERNADOR DESTACA IMPORT翹CIA DA FERROVIA TRANSOCE翹ICA PARA ROND訬IA

O vice-governador tamb閙 destacou as potencialidades do estado de Rond鬾ia na produ玢o de carne bovina
Quarta-Feira, 10 de Junho de 2015 - 11:30

O vice-governador de Rondônia, Daniel Pereira, ressaltou, nesta quarta-feira (10), a importância da ferrovia transoceânica que irá interligar o Brasil com os países da América Latina. Os estados de Rondônia, Acre e Mato Grosso estão trabalhando em conjunto para tornar o projeto realidade. Essa semana uma comitiva de empresários chineses que tem negócios no Brasil estive conhecendo as potencialidades econômicas de Rondônia, depois seguiram para o Mato Grosso. O Brasil quer a parceria da China na construção da bioceânica que irá ligar o Atlântico ao Pacífico, na costa peruana.

Daniel Pereira disse que a China é o segundo país mais forte economicamente do planeta e tem interesse em ampliar a parceria comercial internacional com o Brasil. Desde 2012 o governo federal vem discutindo ampliação de políticas de transporte. “Nós somos o único grande país do mundo que faz o transporte das nossas riquezas em cima de rodovias”, disse o vice-governador.

Ele comentou o Programa de Investimento em Logística (PIL) na ordem de R$ 198,4 bilhões que o governo federal anunciou na terça-feira (9), que vai privatizar aeroportos, rodovias, ferrovias e portos. Até o final de 2018 devem ser aplicados R$ 69,2 bilhões nesses setores. Infraestrutura é um dos requisitos que o governo Chinês tem feito para continuar investindo no Brasil.

Daniel Pereira disse que os chineses estão conquistando o mundo de forma diferente, através da comercialização, pois a legislação trabalhista deles é diferente da nossa, por isso conseguem produzir em larga escala a custo baixo e destacou a potencialidade do Brasil no setor. “A luta por espaço no mercado internacional é dia-a-dia”, demonstrando confiança na produção e qualidade dos produtos brasileiros.

Piscicultura, soja e tantos outros produtos e ainda citou as políticas públicas adotadas para aumentar ainda mais a produção, citando como exemplo a produção de calcário para correção de solo, o que deve dobrar a produção em 10 anos.

Fonte - DECOM - GOVERNO DE ROND訬IA

Comentários

News Pol韈ia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.