SOCIOEDUCADORES APROVADOS EM CONCURSO INICIAM CURSO DE FORMAÇÃO BÁSICA

São 30 mulheres e 120 homens que estão assumindo o papel de socioeducadores e vão trabalhar nas unidades socioeducativas de todo o Estado, disse o coordenador de atendimento ao adolescente em conflito com a lei, Magno de Andrade.
Terça-Feira, 02 de Junho de 2015 - 17:49

Com o propósito de aperfeiçoar o trabalho dentro das unidades de internação socioeducativas de Rondônia, a Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), por meio da Escola de Estudos e Pesquisas (Esep), realizou nessa segunda feira (1) a aula inaugural do curso de formação básica para 150 alunos socioeducadores, aprovados no último concurso público em 2014. O evento aconteceu no auditório da Faculdade de Ciências e de Tecnologia (Fatec) em Porto Velho, onde será realizado parte do curso que terá duração de 45 dias letivos, com estágio supervisionado aos finais de semana, tendo seu término previsto para o dia 31 de julho.

Para o secretário de Estado de Justiça, Marcos Rocha, o curso vai priorizar o caráter pedagógico e a operacionalização da socioeducação, englobando todo o contexto nacional, ainda salientou a valorização desses profissionais por parte da secretaria.

São 30 mulheres e 120  homens que estão assumindo o papel de socioeducadores e vão trabalhar nas unidades socioeducativas de todo o Estado, disse o coordenador de atendimento ao adolescente em conflito com a lei, Magno de Andrade. “É preciso que vocês (socioeducadores) saibam que essa é uma árdua missão, procurem sempre dar o melhor de si e contribuir para a melhoria do socioeducativo e de toda sociedade”, concluiu.

Para o diretor da Escola de Estudos e Pesquisas da Sejus, Cláudio Lopes Negreiros, só através do trabalho e da força de vontade é possível realizar as coisas quando se acredita, sempre com um propósito de levar o conhecimento para estimular a potencialização nas atividades de caráter socioeducativo. “Vamos trabalhar para que esses homens e mulheres não tenham nenhum conflito de identidade. Como socioeducadores terão o papel de resgatar aquele menor que teve oportunidades erradas na vida”, disse.

Douglas Piana de 20 anos é um dos alunos socioeducadores. Ele afirma que hoje inicia uma nova etapa em sua vida. “Essa foi à profissão que escolhi, um sonho realizado. Quero aprender bastante nesse curso e estar apto para exercer meu trabalho com dignidade e segurança. Vou aprender a reeducar”, finalizou.

Na ocasião, dois professores foram homenageados pela direção da Esep, o tenente-coronel Sérgio Marcos e a agente penitenciária Francinete da Silva pelos trabalhos voluntários desenvolvidos na academia.

Fonte - DECOM

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.