News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Terça-Feira, 01 de Dezembro de 2020

OU AGIMOS AGORA OU DEPOIS PODERÁ SER TARDE DEMAIS!

Tão comum quanto a ausência incompreensível da polícia nas ruas. Rondônia, que tem dado tantos exemplos positivos ao país, pode dar mais um: começar uma ação que, se não resolver, ao menos sirva para dar sensação de um pouco de segurança à população abandonada.
Terça-Feira, 02 de Junho de 2015 - 09:45

Está na hora de uma ação concreta, rápida, que envolva todos os setores vitais, que consiga dar uma resposta àaltura da enorme dificuldade que o tema tem jogado sobre as cabeças dos portovelhenses e dos rondonienses. A questão da insegurança pública não pode mais esperar. O governo do Estado precisa reunir os representantes das policiais civil e militar; Assembleia Legislativa e Câmara de Vereadores;  lideranças comunitárias, Ministério Público, Judiciário, enfim, tudo o que se chama de forças vivas, para se discutir e começar um efetivo e duríssimo combate à criminalidade, que, na Capital, está em vias de se tornar incontrolável. O número de assassinatos brutais aumenta todas as semanas. Os assaltos violentos à empresas e residências não param. As quadrilhas explodem caixas eletrônicos, bandidos atacam em plena luz do dia; centenas de celulares são roubados no meio da rua; estudantes  são atacados e roubados na saída das aulas; a destruição de escolas tornou-se comum. Tão comum quanto a ausência incompreensível da polícia nas ruas. Rondônia, que tem dado tantos exemplos positivos ao país, pode dar mais um: começar uma ação que, se não resolver, ao menos sirva para dar sensação de um pouco de segurança à população abandonada.

Nada de ações isoladas,  já que a bandidagem tem a seu favor a impunidade e um pacote de leis para protegê-la. Só uma reação de forças conjuntas, dos órgãos públicos à participação efetiva da população, poderá amenizar o drama que estamos vivendo. Ainda há tempo de acabarmos com a bandidagem. Não estamos, neste momento, no estágio de outras capitais do país, onde o crime se tornou incontrolável. Há um ensaio, como o caso dos bandidos que decretaram o toque de recolher em algumas zonas da Capital. Se não reagirmos agora, não reagiremos mais. 

TEIXEIRÃO E A VAIA

É sempre bom lembrar a história de Rondônia. E, nas comemorações dos 91 anos de nascimento do governador Jorge Teixeira, registradas nesta segunda, destacam-se lembranças de um homem trabalhador, que mandava e fazia; que praticamente criou o Estado, com seu jeitão firme e decidido; que deixou muitas realizações, que serão sempre lembradas. Foi ele, sem dúvida, o grande propulsor do desenvolvimento de Rondônia. Pena que morreu pobre e sozinho, no Rio de Janeiro, depois de ser até vaiado, quando deixava o governo, por uma oposição dura. Essa vaia, aliás, acompanhou-o até o fim da vida, porque Teixeirão nunca mais esqueceu-se da ingratidão que sofreu.

BESTAS HUMANAS

Os covardes que assassinaram brutalmente o professor e empresário Carlos Dirceu, para roubar sua camioneta e vendê-la na Bolívia, foram presos. Em breve, esses canalhas, doentes sociais sem futuro, estarão sob a proteção de agentes dos direitos humanos dos humanos-animais. Nada poderá lhes acontecer. A brutalidade com que agiram, a covardia, a violência contra um ser humano sem chance de se defender, tudo ficará para um segundo plano, porque o mais importante se tornará proteger esses monstros. E é assim, baseado no apoio a bestas humanas, que o nosso país vai sendo dominado pelo crime, porque a impunidade é a essência da bestialidade.

NUNCA MAIS

O ex presidente da Assembleia, Valter Araújo, um dos políticos com maior futuro em Rondônia, mas que foi engolido por seu enorme ego e despreparo para o poder, quer liberdade. Pediu isso ao Tribunal de Justiça, alegando que quer estudar e ser empresário no ramo da pecuária. Ele está solto provisoriamente, já que não houve julgamento em vários casos em que ele é denunciado, incluindo a suspeita de assassinato de um ex sócio. Não tivesse se encantado com o poder, tivesse se preparado melhor e não fosse tão ávido em cometer insanidades, Valter teria um futuro promissor na vida pública rondoniense. Nunca mais terá outra chance...

PASSAGENS AÉREAS

Outro ex  Presidente da ALE envolvido com a Justiça nessa semana, foi o empresário Natanael Silva. No início dos anos 2000, ele era um dos nomes mais importantes da política estadual. Inclusive concorreu ao Governo do Estado e fez boa figura. Tinha também grande futuro, mas acabou tendo uma série de problemas com o Ministério Público e Justiça,. Nessa semana, Natanael foi condenado por desvio de recursos públicos e distribuição ilegal de passagens aéreas, a mais de 15 anos de prisão. Contudo, cabe recursos, já que a decisão é de primeira instância.

CONSUMIDOR AZARADO

Na semana passada, numa concorrida audiência pública na Assembleia Legislativa, a questão do custo da energia elétrica foi novamente debatida. A iniciativa teve o dedo do jovem deputado federal Expedito Neto, com apoio do presidente da ALE, Maurão de Carvalho e vários parlamentares. A discussão se aprofundou, mas a verdade é que a Eletrobras Rondônia apresentou detalhes de como a conta de luz é calculada e não deixou nenhuma porta aberta para que ela baixe, ao menos a curto e médio prazo. O consumidor, que já enfrenta a crise econômicos e paga impostos sem fim, outrra vez está pagando a conta. Azar nosso!

PERGUNTINHA

Com o fim da reeleição praticamente definido no Congresso, não seriam avanços importantes na lei eleitoral o fim dos partidos de balcão e eleições para todos os niveis no mesmo dia?

Fonte - Sergio Pires

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.