JESUÍNO DENUNCIA CALAMIDADE E PERSEGUIÇÃO DE COMANDO DA PM

Deputado afirma que desabrigados pela cheia do rio Madeira estão há mais um ano em barracas.
Quinta-Feira, 28 de Maio de 2015 - 20:00

O deputado Jesuíno Boabaid (PTdoB) denunciou o estado de calamidade pública pela qual passam cerca de duas mil pessoas que estão alojados em barracas em função das enchentes do rio Madeira. Ele citou que o governo do Estado prometeu há mais de um ano e três meses retirar essas pessoas daquela área de risco.

O parlamentar apresentou a denúncia durante a sessão itinerante em Ji-Paraná, nesta quinta-feira (28). Segundo ele, o governo prometeu solucionar o problema socorrendo aquelas famílias que estão vivendo em barracas, mas não fez nada até agora.

Sobre o projeto do PCCS dos Policiais Civis, o deputado disse que o projeto só saiu do papel em função de pressão da categoria, com retirada de projetos dos delegados de pauta e ameaças de trancamento de pauta na Assembleia Legislativa.

Jesuíno disse, ainda, que o comandante da Polícia Militar, coronel Fernando Prettz, enviou expediente à Presidência da Casa de Leis dizendo que ele estaria interferindo em questões da PM.

“Quero dizer a ele que eu não sou soldado, sou um deputado estadual e ele feriu a hierarquia. Quem deve encaminhar documento é o governador do Estado e ele feriu de morte a hierarquia”, disse Jesuíno.

“Eles (alguns oficiais de comando) tentam cassar meu mandato, querendo acionar os tribunais eleitorais, mas quero dizer que eles podem fazer o que quiserem. Sou deputado com todas as prerrogativas e respaldado por todas as cartas magnas do país”, destacou.

Fonte - Decom/Ale-Ro

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.