PC E MP DEFLAGRAM OPERAÇÃO TÊMIS E PRENDEM POLICIAL CIVIL SUSPEITO DE PRATICAR HOMICÍDIOS EM OURO PRETO DO OESTE E MIRANTE DA SERRA

Quinta-Feira, 28 de Maio de 2015 - 11:55
Joaquim Aranha é suspeito de ter executado a vítima Jeovane Arrabal com seis disparos de pistola calibre .380, em 07 de novembro do ano passado, na zona rural de Ouro Preto do Oeste (RO).

A Polícia Civil e o Ministério Público de Ouro Preto do Oeste/RO e Mirante da Serra/RO deflagraram, na manhã desta quarta-feira (27.05.2015), operação policial que resultou no cumprimento de mandado de prisão temporária de Joaquim Raimundo Silva e Naézio Silva Santos. Os policiais cumpriram, ainda, mandados de busca e apreensão na residência dos suspeitos.

Joaquim Raimundo da Silva, popularmente conhecido como “Joaquim Aranha”, é servidor da polícia civil, lotado na Delegacia de Polícia Civil de Mirante da Serra. Naézio Silva Santos, popularmente conhecido como “Araninha”, é filho de Joaquim Raimundo da Silva.

Joaquim Aranha é suspeito de ter executado a vítima Jeovane Arrabal com seis disparos de pistola calibre .380, em 07 de novembro do ano passado, na zona rural de Ouro Preto do Oeste (RO).

Ele foi preso essa manhã na Delegacia de Mirante da Serra. Durante cumprimento de mandado de busca e apreensão em sua residência foram encontradas duas espingardas de calibre .32, além de munições de calibres diversos (9 milímetros, .380, .12, .32 etc.). Em razão disso, Joaquim foi autuado em flagrante pelo crime de posse ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Naézio Silva Santos é o principal suspeito de ter arquitetado o homicídio de Alex Flávio de Oliveira, ocorrido por volta das 20h30 de 31.01.2013, no município de Mirante da Serra (RO). Ele foi preso na manhã de hoje, no município de Porto Velho, pela equipe do GAECO/MP, coordenada pelo Delegado Swami Otto Barbosa.

Ao que tudo indica o motivo que levou Naézio a ceifar a vida de Alex seria um suposto relacionamento extraconjugal havido entre a sua esposa e a vítima, poucos dias antes do crime. A vítima fora encontrada com seis lesões de entrada de projétil de arma de fogo no interior de seu veículo (Fiat Strada), o qual estava estacionado na garagem de sua residência. Joaquim Raimundo da Silva, por usa vez, é o principal suspeito de ter executado os disparos que ceifaram a vida de Alex.

Os dois foram presos após o exame de confrontação balística realizado na arma utilizada por Joaquim Raimundo Silva (pistola .380), na época dos fatos, ter apresentado resultado positivo, quando da análise de compatibilidade com os projéteis retirados dos cadáveres das vítimas.

As investigações dos casos e a operação conjunta foram coordenadas pelos delegados de polícia de Ouro Preto do Oeste Roberto dos Santos da Silva e Ícaro Alex Soares Bezerra, pelo delegado de polícia civil de Mirante da Serra, Julio Cesar de Souza Ferreira, bem como pelos promotores de justiça Matheus Kuhn Gonçalves, Evandro Araújo Oliveira e Alba da Silva Lima, todos da Comarca de Ouro Preto, com apoio do GAECO/MP.

O nome da operação (Têmis) se refere à deusa grega da justiça, que empunha a balança, com que equilibra a razão com o julgamento, em alusão à prisão de um servidor da Polícia Civil, o qual deveria velar pela proteção da sociedade e da Justiça. 

Fonte - ascom/pc-ro

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.