News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Sexta-Feira, 27 de Novembro de 2020

SINPROF-RO: PROFESSORES LANÇAM SINDICATO PRÓPRIO DA CATEGORIA

Porto Velho, RO -Um sindicato que atenda especificamente às demandas da categoria, reunindo-a em torno de um projeto político específico, resgatando a valorização e o estímulo do profissional.
Sexta-Feira, 22 de Maio de 2015 - 15:47

Porto Velho, RO -Um sindicato que atenda especificamente às demandas da categoria, reunindo-a em torno de um projeto político específico, resgatando a valorização e o estímulo do profissional. Esses são alguns dos objetivos do Sindicato dos Professores de Rondônia (Sinprof-RO), cujo lançamento oficial aconteceu na manhã desta sexta-feira 22.05, no Rondon Palace Hotel.

Criado desde 2010, o sindicato vem se estruturando nos últimos anos e só agora inicia seus trabalhos junto à base, que engloba todos os professores de 51 municípios (à exceção de Candeias do Jamari), estaduais e federais. “É um sindicato que já nasce grande não pela base numerada, mas sim pelos ideais justos e solidários de uma categoria que há anos clama por valorização”, disse o presidente Joelson Chaves de Queiroz.

Segundo Joelson, desde 2009, um grupo de professores já discutia a idéia de criação de um sindicato próprio com o objetivo de discutir pautas específicas da categoria englobando o tripé: valorização salarial, saúde de qualidade de ensino. “A construção de uma sociedade justa começa pela Educação. Essa construção necessita de professores bem pagos, saudáveis e estimulados”, comentou.

Analisando atualmente o perfil do professor no Estado, Joelson disse que a categoria está desestimulada, sem perspectivas de melhora, levando muitos a abandonar a Educação em busca de outro emprego até por questão de sobrevivência. Esse desestímulo tem sido levado para a sala de aula, e refletindo no péssimo ensino dado a alunos, gerando um ciclo vicioso de evasão e repetência escolar.

SAÚDE
A saúde do professor, segundo Joelson, é um capítulo que precisa de discussão aprofundada. Além de baixos salários, o professor ainda cumpre extensas cargas horárias e ainda enfrenta a indisciplina de muitos alunos. O resultado disso é o número cada vez maior de professores afastados da sala de aula através de licença médica.

“A licença médica traz outros transtornos: o Governo fica impossibilidade de contratar porque não há vacância e quando retorna, o professor precisa ser readaptado, trazendo constrangimentos ao profissional. O Sindicato vai fazer um levantamento de professores nessa situação e iniciar um trabalho para minorar esse problema”, comentou Joelson.

Ao finalizar, Joelson Chaves deixou claro que todas essas demandas serão discutidas junto ao Governo, às Prefeituras e Câmaras Municipais e na Assembleia Legislativa. A idéia é reacender o debate sobre a importância do professor para a sociedade. Atualmente, em Rondônia estão registrados aproximadamente 30 mil professores.

O sindicato terá doze regionais já criadas. O Sinprof é filiado à CTB - Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil.

Fonte - Assessoria

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.