News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Quarta-Feira, 25 de Novembro de 2020

MUDAS DE CASTANHA DO BRASIL SÃO PRODUZIDAS NA SEDAM PARA USO EM ÁREAS DEGRADADAS EM RO

Mudas de castanha estão sendo preparadas pela própria Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental(Sedam) em canteiro localizado na sede do órgão, com mão de obra de reeducandos do sistema prisional do estado.
Quinta-Feira, 21 de Maio de 2015 - 16:38

Mudas de castanha estão sendo preparadas pela própria Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) em canteiro localizado na sede do órgão, com mão de obra de reeducandos do sistema prisional do estado. “No ano passado, com a enchente, perdemos muitas mudas, mas já estamos retomando a produção”, diz o coordenador do Projeto Floresta Plantada, engenheiro florestal Edgar Menezes Cardozo.

Segundo ele, mais 6.700kg de sementes já foram adquiridas para a retomada do plantio. A iniciativa é parte das ações de incentivo ao cultivo de espécies a serem utilizadas na recuperação de áreas degradadas e para o fornecimento de matriz energética, com renda aos produtores de Rondônia, o que está previsto no projeto Floresta Plantada, criado para garantir e consolidar uma base florestal sustentável no estado.

O Floresta Plantada surgiu com a assinatura do Decreto 15.993, de maio de 2011, com o principal objetivo, disse o secretário-adjunto de Desenvolvimento Ambiental Francisco Sales Oliveira, de desburocratizar o comércio de produção de mudas, pois no passado o tratamento era o mesmo que o da floresta nativa.

O principal ponto do decreto, segundo Sales, é o que diz “permite-se plantar florestas em Rondônia, revogando-se as disposições em contrário”. Isso faz toda a diferença, pois esta ação estimula a venda do que foi plantado, diminuindo a pressão sobre as matas nativas, “e possibilita renda para o homem do campo”.

Dentre as espécies que estão sendo utilizadas para o reflorestamento estão o Pinus Tropicais, eucalipto, teca, pinho cuiabano ou bandarra e a castanheira. Estas duas últimas são consideradas espécies nativas, com boa aceitação e sem incidência de pragas. A floresta plantada irá possibilitar a extração desta madeira no futuro, lembra o coordenador do projeto, Edgar Menezes Cardozo.

Segundo ele, a castanha gradativamente  ganha força no mercado, valorizando de preço e consequentemente gerando fonte de renda ao produtor. Só em Rondônia foram distribuídas de forma gratuita cerca de 26 mil mudas de castanha, especialmente no cone sul do estado. A meta é chegar ao final deste governo com a distribuição de 5 milhões de mudas ou pés de castanha plantadas no estado. “Com isso, passaríamos a ser o segundo maior produtor de castanha do país”.

Na região da Ponta do Abunã, por exemplo, 600 hectares de castanha do Brasil já foram plantadas e produzem cerca de três milhões de toneladas por safra, que normalmente compreende os meses de outubro a março.É tanta produção que até foi criada uma festa no distrito de Extrema de Rondônia para comemorar a farta colheita.

A Rainha da Floresta, como a castanheira é conhecida, começa a produzir em média aos 14 anos de vida e aos 20 anos estabiliza a produção. “Com enxerto, ela começa a produzir mais cedo, conforme demonstra experiência da Embrapa Rondônia num campo em Machadinho de Oeste, onde as árvores já alcançam 50 cm de diâmetro.

Edgar salienta que o produtor interessado em realizar plantio deve procurar a Sedam, no setor de Floresta Plantada para receber orientações e mudas para plantio. “Em breve já teremos uma quantidade boa de mudas para distribuição aos produtores”, diz

Fonte - DECOM/GOV-RO
Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.