MINIST蒖IO P贐LICO DO ESTADO DE ROND訬IA INICIA PROCESSO DE REVIS肙 DO PLANEJAMENTO ESTRAT蒅ICO

O Minist閞io P鷅lico do Estado de Rond鬾ia deu in韈io nesta quinta-feira, dia 21 de maio, ao processo de revis鉶 do Planejamento Estrat間ico da Institui玢o, para alinhamento ao Plano Geral de Atua玢o (PGA) para o quadri阯io 2016/2019.
Quinta-Feira, 21 de Maio de 2015 - 15:06

O Ministério Público do Estado de Rondônia deu início nesta quinta-feira, dia 21 de maio, ao processo de revisão do Planejamento Estratégico da Instituição, para alinhamento ao Plano Geral de Atuação (PGA) para o quadriênio 2016/2019. As Diretrizes de Planejamento e Gestão foram apresentadas pela equipe da Coordenadoria de Planejamento e Gestão (Coplan) em reunião com o Procurador-Geral de Justiça, Airton Pedro Marin Filho; a Corregedora-Geral do MPRO, Procuradora de Justiça Vera Lúcia Pacheco Ferraz de Arruda; o Subprocurador-Geral de Justiça, Osvaldo Luiz de Araujo e integrantes da Administração Superior do MPRO.

O diretor da Coplan, Promotor de Justiça Jorge Romcy Auad Filho, explicou que no ano de 2013, em reunião no município de Cacoal, o Ministério Público do Estado construiu o Planejamento Estratégico até 2020. “Esse Planejamento Estratégico precisa ter revisadas suas diretrizes periodicamente, que será feita pela revisão do PGA 2013/2015 para a vigência 2016/2019”, observou Jorge Romcy. Ele acrescentou que o PGA passará a ter vigência de quatro anos para coincidir com o final do Planejamento Estratégico e alinhamento com o Plano Plurianual (PPA).

Entre as metas estabelecidas para o PGA está o desenvolvimento de projetos que tragam retorno e efetividade para a sociedade, com a concentração de ações envolvendo diversas áreas. Também são metas implementar a Gestão por Competência, gestão de processos, desenvolver a capacitação para membros e servidores e fortalecer a governança.

A revisão do PGA será segmentada por áreas e será feita uma pesquisa interna com membros e servidores para definição dos projetos que serão considerados estratégicos. A validação dos projetos definidos como estratégicos será feita pelo Comitê de Planejamento Estratégico, que os levará para aprovação do Colégio de Procuradores de Justiça.

Ao final da reunião, o Procurador-Geral de Justiça, Airton Pedro Marin Filho, disse que o principal objetivo do planejamento é buscar uma gestão eficiente, que possibilite efetividade das ações e racionalização de gastos, sempre buscando oferecer uma melhor prestação de serviço à sociedade.

Fonte - ASCOM MPRO

Comentários

News Pol韈ia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.