FUNCCAL RESGATA A HISTÓRIA DE CACOAL NA 13º SEMANA DE MUSEUS

A 13ª Semana de Museus, que acontece de 18 a 24 de maio com o tema “Museus para uma sociedade sustentável”, buscar resgatar a história exercendo o papel fundamental na construção do desenvolvimento sustentável, fomentando novas formas de vida e desenvolvimento dentro dos limites da natureza e servindo como laboratório para melhores práticas.
Quarta-Feira, 20 de Maio de 2015 - 15:43

CACOAL - A 13ª Semana de Museus, que acontece de 18 a 24 de maio com o tema “Museus para uma sociedade sustentável”, buscar resgatar a história exercendo o papel fundamental na construção do desenvolvimento sustentável, fomentando novas formas de vida e desenvolvimento dentro dos limites da natureza e servindo como laboratório para melhores práticas.

Em Cacoal a data está inserida nas comemorações por meio de uma vasta programação organizada pela Fundação Cultural de Cacoal – FUNCCAL, através de exposições de fotos históricas do município, exibição de filmes relacionados à história de Cacoal, além de visitas e palestra no Museu Missionário da Geografia e da História dos Países e da Cultura das Nações localizado na Paróquia Sagrada Família, organizado pelo Padre Eduardo Góis. “ O que eu achei mais interessante foram os objetos históricos produzidos pelos índios, é muito legal poder ver de perto tudo o que eles produziam”, disse o aluno Gabriel Costa do 7º ano da escola Carlos Gomes.

Segundo a Professora de História Sandra Claudino da Escola Carlos Gomes, o evento vem de encontro ao que os alunos aprendem nas salas de aula. “Eu sempre digo aos meus alunos que é essencial estudar o passado para compreender o presente e transformar o futuro, então essa é a chance deles aprenderem de forma pratica e prazerosa a historia”, afirmou.  De acordo com a Presidente da Fundação Cultural Sidarta Sidarta Mechalczuk, a expectativa é atender o maior numero possível de visitantes. “ Estamos dando atenção preferencial aos alunos das escolas públicas por entender que esse público não teve tanto contato com essas antiguidades como pessoas com uma idade mais avançada tiveram, mas as portas também estão abertas para o restante da comunidade”, informou Sidarta.

Fonte - Assessoria de Imprensa

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.