FAM蚅IAS PROPONENTES DO PROGRAMA NACIONAL DE CREDITO FUNDI罵IO PARTICIPAM DE SORTEIO DE LOTES EM CANDEIAS DO JAMARI

A Unidade T閏nica (UTE), da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecu醨ia e Regulariza玢o Fundi醨ia (Seagri), executora em Rond鬾ia do Programa de Nacional de Credito Fundi醨io (PNCF), realizou no s醔ado (16) e domingo (17), sorteio dos lotes a serem adquiridos pelas fam韑ias beneficiadas pelo programa, no munic韕io de Candeias do Jamari.
Segunda-Feira, 18 de Maio de 2015 - 16:22

A Unidade Técnica (UTE), da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária (Seagri),  executora em Rondônia do Programa de Nacional de Credito Fundiário (PNCF), realizou no sábado (16) e domingo (17), sorteio dos lotes a serem adquiridos pelas famílias beneficiadas pelo programa, no município de Candeias do Jamari.

Ao todo serão 157 famílias,  organizadas em  quatro associações, a serem beneficiadas pelo Programa em uma área de 1.577 hectares. A operação envolve um total de R$ 22 milhões entre aquisição de terra, construção de moradia e realização de infraestrutura básica, comunitária  e  produtivas. A área será distribuída entre as quatro associações proponentes, Associação Rancho Alegre, Associação Colonial, Associação Renascer e Associação Nova Esperança.

Os projetos a serem desenvolvidos pela comunidade estão voltados para horticultura, bovinocultura leiteira, fruticultura ( abacaxi, banana, melancia, limão) e integração com sistemas agroflorestais com cacau.  O programa garante até cinco anos de assistência técnica para auxiliar e acompanhar os projetos implementados.

Segundo o coordenador da unidade técnica do estado,  Marcos Rodrigo Gomes da Silva,  a área negociada pelas famílias tem boa distribuição hídrica apresentando área de reserva legal consolidada e demarcada e solo adequado para implantação dos projetos. “Além da área apresentar solo bom,  a propriedade tem boa localização referente ao município de Candeias do Jamari, tornando viável a escoação e venda dos produtos a serem produzidos pelos colonos.”

O Programa Nacional de Crédito Fundiário (PNCF) possibilita aos trabalhadores rurais sem terra ou com pouca terra, comprar e estruturar um imóvel rural por meio de financiamento. De 2011 a 2014 foram investidos mais 18 milhões de reais pelo governo Federal em parceria com o Governo do Estado.

O programa é do Ministério do Desenvolvimento Agrário MDA, executado pela Unidade Técnica Estadual UTE, da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento e Regularização Fundiária,  (Seagri).

Para Mary Braganhol, secretária-adjunta da Seagri, o programa é uma ação do governo federal em parceria com o Governo do Estado que tem dado certo, “pois, além da terra o produtor têm assistência técnica e acesso ao Programa de Aquisição de Alimento (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que garante renda e qualidade de vida as famílias no campo”, destaca Mary.

Miguel Franco das Neves é  beneficiário do PNCF.  Seu sitio fica na linha Marta Regina, chácara 8, quilômetro 8, no Assentamento Beira Rio, em Pimenta Bueno.  Na propriedade há uma produção de  hortaliças diversificada como cebolinha de folha verde, salsicha, coentro, milho verde e batata doce. Além das Hortaliças produz abacaxi, leite e peixe.

Castorina  Grande das Neves, esposa dd Miguel,  conta que tem uns cinco anos que trabalham com cheiro  verde. “Entregávamos  na Conab, hoje entregamos no PAA. Também aprendi o ofício da pintura, faço todos os tamanho de panos para cozinha, capa de botijão de gás, guardanapo, capa de geladeira e ajudo o Miguel na amarração das folhas que são entregues na cidade.” fala entusiasmada Castorina.

“Com o credito fundiário consegui voltar para o campo, e esta dando certo, estou terminando de pagar o carro e pretendo comprar  um  carro  maior para transportar os produtos e insumos.  Tenho uma moto para realizar entregas menos e mais rápida e um micro trator  para lida na lavoura.” enfatiza Miguel.

O programa já entregou propriedades nos municípios de Alvorada do Oeste, Ariquemes, Porto Velho, Machadinho do Oeste, Ji-Paraná, Theobroma, Cacoal, Pimenta Bueno, Vilhena, Cerejeiras, Primavera de Rondônia, Rolim de Moura, São Felipe do Oeste, Novo Horizonte, Castanheiras, Cabixi e Colorado do Oeste.

“É muito gratificante quando ouvimos a historia de um trabalhador rural que adquiriu sua área e dela  tira o sustento da família e a rentabilidade na atividade. O programa é uma das prioridades do Governo do Estado dentro da Seagri, junto com o programa de regularização fundiária. Queremos e temos condições de ter um numero maior de famílias contempladas pelo programa”, destacou Evandro Padovani, secretário Seagri.

Fonte - Decom/Gov-ro

Comentários

News Pol韈ia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.