MULHERES EXAGERAM E POSTAM FOTOS NUAS PARA MOSTRAR CIRURGIAS REALIZADAS NA BOL蚔IA; ALGUMAS INCENTIVAM, OUTRAS CONTAM DRAMAS

O 鷏timo caso envolvendo morte aconteceu no ano passado. Uma mulher do interior de MT morreu na Bol韛ia ap髎 complica珲es cir鷕gicas.
Segunda-Feira, 18 de Maio de 2015 - 14:34

Mulheres em busca de um corpo perfeito que vão para a Bolívia realizar cirurgias plásticas estão usando a internet para incentivar outras pessoas a irem para o país vizinho e conseguir ficar com o corpo tão sonhado, por preços “atrativos”. Mas algumas relatam dramas das cirurgias mal sucedidas.

No grupo Realidades e Ilusões das Cirurgias Plásticas na Bolívia, no Facebook, até mesmo as clínicas especializadas em procedimentos estéticos postam fotos de pacientes, antes e depois do procedimento cirúrgico com intenção de atrair mais clientes. Há também os valores das cirurgias em dólar.

95% das mulheres que estão indo para Bolívia, conforme mostra o perfil das usuárias do Facebook, são de Mato Grosso. Até então, nenhuma contou caso, em que o procedimento não funcionou.

O motivo de tantas mato-grossenses irem para a Bolívia é por causa da curta distância entre os dois países. MT faz divisa com a Bolívia, sendo assim fica mais fácil chegar a Santa Cruz de La Sierra, Cochabamba e La Paz, a Capital do país, onde se concentra a maioria as clinicas.

Uma mulher que mora em São Paulo, já não teve tanta sorte. Ela conta que sua prótese de glúteos teve problemas após vir para o Brasil. Ela relata que contraiu infecção hospitalar. Segundo a mulher foi preciso consultar com um médico brasileiro. E então veio o problema maior, médicos do Brasil, na maioria, recusam a atender pacientes que realizam procedimentos cirúrgicos na Bolívia.

“Meu foi com o Richard e com Aline agenciadora clandestina, só se f... estou com a cirurgia aberta. Nenhum médico quis costurar, tenho que pagar para fazer isso. Tomem cuidado com essa Aline e Richard”, relata a paciente T.T., que teve o glúteos danificado. Ela conta ainda, que a clínica seria clandestina.

 

 

As cirurgias mais procuradas são abdominoplastia, lipoescultura, implante de silicone peito e bunda e enxerto nos glúteos com a própria gordura que é retirada de uma lipoaspiração.

Morte após cirurgia

Não há nenhum relato de morte por procedimento cirúrgico estético em nenhum dos grupos da rede social. O último caso divulgado na imprensa de MT, foi no ano passado. A.C.P., 34 anos, que morava na cidade de Mirassol D´Oeste, morreu após passar por uma cirurgia em uma clinica particular em Santa Cruz de La Sierra. Conforme informações, esta clínica é bastante procurada.

 Mulher que realizou Abdominoplastia, diz que se sente realizada.

 

Esta é a mesma mulher que realizou a abdominiplastia

 

Esta mulher é a mesma que relatou problemas pós cirurgia nas nádegas.

 

 

Este post foi publicado dentro de um grupo sobre cirurgias na Bolívia.

 

 

Uma pessoa postou uma publicação de um jornal pra mostrar quais clínicas estão credenciadas na Sociedade Boliviana de Cirurgias Plásticas e Reparadoras. 

 

Fonte - 24horasnews

Comentários

News Pol韈ia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.