FISCALIZAÇÃO:VEREADORES REQUEREM INFORMAÇÕES SOBRE CONTRATO DE PUBLICIDADE DA PREFEITURA E DO ABANDONO DE BIBLIOTECA DA ZONA LESTE DA CAPITAL

Na sessão da ultima terça-feira 12/05, no Plenário da Câmara de Vereadores aprovou o requerimento 046/2015 protocolada pelo vereador Alan Queiroz solicitando que a prefeitura da Capital forneça todas as informações referentes a contratos firmado com a empresa de publicidade e propaganda tais como, valor total do contrato e quais empresas são detentoras dos contratos e quais veículos de comunicação utilizados e os valores pagos a cada um deles.
Sexta-Feira, 15 de Maio de 2015 - 14:33

Na sessão da ultima terça-feira 12/05, no Plenário da Câmara de Vereadores aprovou o requerimento 046/2015 protocolada pelo vereador Alan Queiroz solicitando que a prefeitura da Capital forneça todas as informações referentes a contratos firmado com a empresa de publicidade  e propaganda tais como, valor total do contrato e quais empresas são detentoras dos contratos e quais veículos de comunicação utilizados e os valores pagos a cada um deles.

O requerimento foi aprovado por maioria absoluta dos vereadores que justificou o requerimento dizendo que nem os vereadores, nem a comunidade sabem quanto e onde foi aplicado o dinheiro da verba publicitária do município. " Queremos saber quais foram e quais são os contratos de publicidade assinados pela prefeitura", disse o vereador. Na mesma sessão a  vereadora Ana Maria Negreiros  protocolou o requerimento nº 047, solicitando informações e providencias referentes ao abandono e depredação do prédio da biblioteca municipal da zona leste. O documento foi aprovado com 14 votos.

Ana Maria justificou a solicitação depois de receber denuncia de moradores de que o espaço serve de abrigo para marginais e usuários de droga. "Do prédio já furtaram janelas, protas, pias, torneiras e  toda a instalação elétrica. Recebi a informação de que a paralisação das obras da biblioteca foi determinado pelo Ministério Publico Federal. Por isso estou pedindo os esclarecimentos necessários. Como fiscalizadora das ações do executivo é meu dever representar a comunidade frente as demandas. Sem falar que é no minimo um desperdício de dinheiro público", destacou Ana Maria.

De acordo com o regimento interno da Casa a prefeitura tem um prazo de oito dias para entregar á casa de Leis toda a documentação solicitada.

Fonte - CMPV

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.