ÁFRICA DO SUL PODE SE TORNAR O 11º PAÍS A IMPORTAR CARNE BOVINA DE RONDÔNIA

A carne figura entre as principais commodities, junto com a soja e o minério, da pauta de exportações de Rondônia.
Quinta-Feira, 14 de Maio de 2015 - 09:34

A África do Sul deverá se tornar, de acordo com as expectativas da Gerência Internacional da Secretaria de Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento e Regularização Fundiária (Seagri), o 11° país a importar carne bovina de Rondônia. As exportações rondonienses já atendem os mercados da Venezuela, Rússia, Hong Kong, Egito, Irã, Líbano, Emirados Árabes, Angola e Argélia.

Segundo o coordenador executivo do Conselho de Desenvolvimento do Estado (Conder), Rubens Nascimento, os sulafricanos já sinalizaram o interesse em adquirir a carne brasileira, e a de Rondônia está pronta para ser exportada por ter certificação.

A carne figura entre as principais commodities, junto com a soja e o minério, da pauta de exportações de Rondônia. Todas as informações sobre a cadeia produtiva e tratativas de importação e exportação de produtos estarão disponíveis nos estandes dos expositores e parceiros institucionais do Espaço Empresarial, da 4ª Feita de Agronegócios Rondônia Rural Show.

As primeiras tratativas para importação da carne brasileira com a África do Sul foram feitas com o governo catarinense. Mas depois da pronta intervenção de Rondônia junto à Embaixada, com acompanhamento do Ministério das Relações Exteriores, os sulafricanos decidiram conhecer os produtos rondonienses e já sinalizaram com o interesse pela compra da carne produzida em Rondônia.

De acordo com as estatísticas de abate referentes ao terceiro trimestre de 2014, Rondônia figura em primeiro lugar no ranking dos Estados que mais abatem bois na região Norte, com 2,1 milhões de reses, e o sexto no ranking nacional.

O arroz também é outro item da pauta, que também despertou interesse à Câmara de Comércio Exterior da África do Sul, juntamente com importadores do Peru.

Segundo Rubens Nascimento, os dois países são potenciais importadores do arroz produzido em Rondônia. “Atualmente, 80% do arroz produzido pela cadeia rondoniense é consumido no mercado interno e o restante é exportado”, frisou o coordenador do Conder.

Fonte - ASSESSORIA - DECOM

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.