PROFESSORES E SURPEVISORES PARTICIPAM DE CAPACITAÇÃO DO PROJETO SALTO, EM PORTO VELHO

A Secretaria de Educação de Rondônia (Seduc) lançou nesta terça-feira, 12, a segunda fase do Projeto Salto, que visa fazer a correção de série em relação à idade.
Terça-Feira, 12 de Maio de 2015 - 16:29

A Secretaria de Educação de Rondônia (Seduc) lançou nesta terça-feira, 12, a segunda fase do Projeto Salto, que visa fazer a correção de série em relação à idade. Entre os objetivos está a redução do índice de evasão escolar, pois é muito comum o aluno desistir dos estudos quando sua idade é superior aos demais colegas. E este projeto tem a finalidade de trabalhar com os alunos dentro da mesma faixa etária e recolocá-los dentro do fluxo normal.

O projeto Salto é oferecido em parceria com a Fundação Roberto Marinho. Presente em vários estados, o Salto chega em sua segunda fase em Rondônia. Neste momento, alunos do 6º ao 9º ano serão contemplados. Mais de 80 escolas vão participar, em 38 municípios. Neste ano, o Salto vai atender 3.700 alunos do fundamental.

Para a realização desse projeto, 158 professores, 14 articuladores e 79 supervisores estão envolvidos.

Na solenidade de abertura, a secretaria de educação do estado de Rondônia, Fátima Gavioli, destacou o quão importante é o Salto na vida dos estudantes que, por algum motivo, não conseguiu acompanhar os colegas e ficou em defasagem escolar.

“Colocar o aluno novamente em seu curso natural, ou seja, estudar juntos dos colegas da sua idade, é fundamental para manter seu interesse em continuar em sala de aula”, ressaltou Gavioli.

Os alunos que apresentam dois anos ou mais de distorção idade/ano podem, voluntariamente, participar do Salto. No modo tradicional, o aluno levaria quatro anos para concluir o Ensino Fundamental, considerando do sexto ao nono ano. No Salto, o estudante conclui em 2 anos, com carga horária de 1.640 horas.

O método e material didático são elaborados especialmente para essa finalidade de correção do fluxo escolar. Por conta dessa metodologia diferenciada, faz-se necessário um treinamento especial dos professores que ministrarão as aulas desse público.

De 11 a 15 de maio, professores, articuladores e supervisores, receberão o treinamento da equipe de técnicos da Fundação Roberto Marinho. Essa capacitação acontece no hotel Rondon Palace até a próxima sexta-feira.

Fonte - decom/gov-ro

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.