GOVERNO ATENDE FAM蚅IAS COM CADASTROS CANCELADOS NOS BAIRROS DE PORTO VELHO

As 65 presentes foram entrevistadas para atualiza玢o dos dados cadastrais.
Sexta-Feira, 08 de Maio de 2015 - 10:47

Os moradores dos bairros Baixa União, Mocambo, Areal e Centro, atingidos pela cheia do rio Madeira em 2014, que estavam com cadastros cancelados para provimento do Auxílio Social, foram atendidos na segunda-feira (4) pelo grupo estadual de monitoramento e acompanhamento psicossocial.

O atendimento exclusivo foi necessário porque 151 famílias não foram encontradas durante visitas de monitoramento realizadas pela equipe da Secretaria de Estado de Assuntos Estratégicos (Seae). Das 151 famílias canceladas, 86 foram localizadas através de ligações telefônicas e 65 compareceram ao antigo Shopping Popular, na rua Euclides da Cunha, capital. O local serviu como base de apoio para as equipes de atendimento.

As 65 presentes foram entrevistadas para atualização dos dados cadastrais.  Após esse processo inicial de triagem, os moradores foram acompanhados por outra equipe para monitoramento in loco nas residências. Esse procedimento é padrão para verificação do estado de vulnerabilidade da família, item necessário à liberação do Auxilio Social.

A classificação entre aptos e inaptos é resultado do trabalho desenvolvido em 2015 pelo grupo estadual de monitoramento e acompanhamento psicossocial, que está visitando as famílias que foram atingidas pela enchente do Madeira e que foram contempladas com o Auxílio Social.

O grupo é composto por psicólogos e assistentes sociais que verificam a composição familiar, situação de idosos, adolescentes, pessoas com necessidades físicas, renda familiar e condições de moradia. Os dados obtidos na visita são confrontados com o cadastro da família visitada que, após análise, será informada se está apta ou não a receber o benefício, de acordo com a classificação do índice de vulnerabilidade econômico social.

Os moradores atingidos pela enchente de 2014 e devidamente cadastrados pelo governo estadual, residentes nos bairros Baixa União, Mocambo, Areal e Centro, que não receberam a equipe de monitoramento e não foram contatadas por telefone, podem entrar em contato para esclarecimentos através do telefone (69) 3216 5107.

Fonte - DECOM

Comentários

News Pol韈ia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.