News Rondônia Notícias de Rondônia, Brasil e o Mundo
Domingo, 29 de Novembro de 2020

VEREADOR SID ORLEANS PEDE SERVIÇOS DE TAPA BURACOS PARA EVITAR ACIDENTES NAS RUAS DE PORTO VELHO

O vereador acrescenta ainda que com o objetivo de chamar a atenção para a segurança no trânsito, durante todo o mês de maio acontecerá à campanha Maio Amarelo.
Sexta-Feira, 08 de Maio de 2015 - 09:49

Em atendimento aos anseios da população de Porto Velho, o vereador Sid Orleans encaminhou vários pedidos de providência à Secretaria Municipal de Obras, na pessoa do Secretário Gilson Nasif Rasul. Segundo o vereador, em vários trechos da cidade, os buracos já tomam conta das ruas e alguns motoristas precisam realizar manobras arriscadas para garantirem seu direito de ir e vir. “A população nós cobra diariamente por melhorias na nossa cidade e estamos trabalhando para que elas aconteçam. Ao desviar de um buraco na via, o motorista muitas vezes precisa entrar na contra mão, colando em risco a vida de outros condutores e principalmente de pedestres”, diz Orleans.

O vereador acrescenta ainda que com o objetivo de chamar a atenção para a segurança no trânsito, durante todo o mês de maio acontecerá à campanha Maio Amarelo. A campanha está sendo realizada em várias capitais do Brasil, entre elas Porto Velho. “Para que o trânsito possa fluir com segurança, as vias precisam está em condições de trafegabilidade. Espero que a Semob realize o trabalho o mais breve possível, para que os índices de acidentes do nosso município possam reduzir”, expões Sid.

No bairro São Cristovão, o vereador pediu que fosse realizado o serviço de tapa buraco nas ruas, Afonso Pena com a Rua Guanabara, na Rua João Goulart com a Rua Afonso Pena, na Avenida Carlos Gomes com Avenida Brasília. No bairro Roque, o serviço foi solicitado para a Rua Princesa Isabel, entre Avenida Brasília com Getúlio Vargas. No bairro Nova Porto Velho, na Rua Senador Álvaro Maia, entre Avenida Jorge Teixeira e Rua Miguel Chakian, na Rua Dom Pedro, entre as ruas Uruguai e Miguel Chakian. No bairro Teixeirão, o serviço foi solicitado na Rua Milton Costa entre as ruas Sheila Regina e Camões.

Acidentes de trânsito no Brasil

O Brasil é o quarto país do mundo no ranking de mais mortes em acidentes de trânsito. Então fica a dúvida: para reverter este quadro é necessário tornar as leis de trânsito mais rígidas ou rever o comportamento de todos os envolvidos no trânsito? Especialistas são unânimes em dizer que o problema está no comportamento do brasileiro, que ainda tem muito a mudar. E é justamente a segurança no trânsito, baseada na educação, o mote central do Movimento Maio Amarelo, que está sendo lançado hoje em todo o País.

Em maio de 2011, a Organização das Nações Unidas (ONU) lançou a “Década de Ação Para a Segurança no Trânsito”, que tem o objetivo de, até 2020, reduzir a quantidade de mortes em acidentes. A meta do Brasil é baixar a quantia em 50%. Segundo a organização não-governamental Observatório Nacional de Segurança Viária, mais de 45 mil pessoas morreram no País, em 2012, vítimas do trânsito. A maioria delas foi em casos com motocicletas. Depois disto, em quantias semelhantes, vêm os acidentes com automóveis e a desatenção de pedestres.

Outra pesquisa da Organização Mundial da Saúde (OMS), diz que cerca de 1,3 milhão de pessoas morreram por esta causa, em 178 países, em 2009. Aproximadamente R$ 50 milhões sobreviveram com sequelas. O Brasil aparece em quinto lugar neste ranking.  Se nada for feito, chegaremos a 2020 com 1,9 milhões de mortes no mundo, a quinta maior causa de mortalidade mundial. Para a OMS, as chaves de redução da mortalidade são combater a direção sob efeito de álcool, excesso de velocidade, não uso do capacete, do cinto de segurança e das cadeirinhas.

Tipos de acidentes mais comuns nas estradas brasileiras

1) Colisão traseira

2) Colisão lateral (geralmente veículo que atravessa a pista)

3) Saída de pista

4) Colisão transversal

5) Colisão com objeto fixo

6) Capotamento

7) Tombamento

8) Colisão Frontal*

9) Queda de moto

10) Atropelamento de pessoa

* A colisão frontal corresponde a apenas 3% dos tipos de acidentes. No entanto, é a responsável por 34% das mortes nas rodovias federais.

Causas (Presumíveis)

1) Falta de atenção (celular, buscar algo no chão ou nos bancos, distração com rádio ou uma conversa)

2) Não dar distância do veículo da frente

3) Velocidade incompatível (não necessariamente velocidade acima do permitido, mas conduzir a 110 Km/h num momento de chuva intensa, por exemplo)

4) Desobediência à sinalização

5) Ingestão de álcool

6) Defeito mecânico

7) Dormir ao volante

8) Ultrapassagem indevida

9) Animais na pista

10) Defeito da via

Fonte - ASSESSORIA - CMPV

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.