EM REUNIÃO COM GERENTE REGIONAL, SINDICATO COBRA SOLUÇÕES PARA PROBLEMAS NAS AGÊNCIAS DO BRADESCO

O executivo foi cobrado ainda sobre as questões de agências sem a presença de caixas (a exemplo das unidades Jatuarana, Zona Leste de Porto Velho, Pimenta Bueno...) e a discriminação gerada ao não atender usuários que vão às unidades tentar pagar seus títulos e boletos.
Terça-Feira, 05 de Maio de 2015 - 10:15

Em reunião realizada na tarde do dia 27 de abril, com o gerente regional do Bradesco, Antônio Xavier de Andrade, o Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO), fez uma série de reivindicações que objetivam, sobretudo, acabar com a insegurança nas agências, inibir a discriminação e assédio moral para trabalhadores lesionados (portadores de doenças ocupacionais) e permitir um atendimento mais digno para clientes e usuários.

O presidente do Sindicato, José Pinheiro, e a diretora de Saúde, Ivone Colombo, cobraram do gestor a implantação imediata de biombos nas frentes dos caixas, já que somente nas agências do Bradesco essa, que é uma determinação descrita em leis federal, estadual e municipal, não vem sendo respeitada, assim como agências sem portas giratórias com detectores de metal e sem câmeras de vigilância internas e externas, também exigidas em lei.

O executivo foi cobrado ainda sobre as questões de agências sem a presença de caixas (a exemplo das unidades Jatuarana, Zona Leste de Porto Velho, Pimenta Bueno...) e a discriminação gerada ao não atender usuários que vão às unidades tentar pagar seus títulos e boletos.

Entre outras exigências o Sindicato cobrou a solução para o caos instalado na agência de Ouro Preto, que sofre com falta de funcionários e o atendimento interrompido por essa carência, e também querem o fim do assédio moral praticado com portadores de doenças ocupacionais (LER/DORT).

“Os caixas são orientados a não receber títulos dos usuários e o Sindicato já está analisando com seu departamento jurídico para ingressamos com uma Ação Civil Pública junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT), pois os bancos são concessões públicas e o cidadão tem o direito de escolher em qual banco quer pagar suas contas”, analisa José Pinheiro, presidente do Sindicato.

Após ouvir todas as reivindicações dos dirigentes, o gestor ligou para a diretora de Saúde, Ivone Colombo, dois dias depois, afirmando que vai buscar soluções para os biombos, questões da agência de Pimenta Bueno e que vai dialogar com todos os funcionários lesionados.

“Esperamos que todas essas demandas sejam avaliadas e os problemas sanados com a maior celeridade possível. Vamos estar acompanhando o andamento das soluções prometidas e, caso não aconteçam, vamos tomar providências em cada um dos segmentos apontados, pois o Bradesco é um dos maiores bancos do país e pode dar solução a todos esses problemas”, concluiu Pinheiro.

Fonte - Rondineli Gonzalez

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.