CARAVANA DA JUVENTUDE DA CMPPJ ATENDE INTERNOS DE UNIDADE SOCIOEDUCATIVA

Os adolescentes abrigados na Unidade de Internação Masculina Sentenciada II, do Governo do Estado, localizado no bairro Escola de Polícia, zona leste da cidade, tiveram uma manhã diferenciada nesta quinta-feira, 30, com a realização do projeto “Caravana da Cidadania”, da Prefeitura de Porto Velho.
Quinta-Feira, 30 de Abril de 2015 - 17:50

Os adolescentes abrigados na Unidade de Internação Masculina Sentenciada II, do Governo do Estado, localizado no bairro Escola de Polícia, zona leste da cidade, tiveram uma manhã diferenciada nesta quinta-feira, 30, com a realização do projeto “Caravana da Cidadania”, da Prefeitura de Porto Velho.

Desenvolvida pela Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para a Juventude (CMPPJ), a ação levou para os jovens internos — vinte no total —, atividades esportivas e de lazer como jogos na quadra coberta, pingue-pongue, pebolim, jogos de dama e xadrez, ofertados pela Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (Semes). Já a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), ministrou aos internos uma palestra sobre Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids (DST/Aids).

Ao final das atividades, os adolescentes lancharam e ainda participaram de uma roda de “bate papo”, onde puderam expressar suas opiniões sobre o projeto. Diferente da edição anterior, de 2014, neste ano todas as atividades foram feitas com a participação direta da família dos internos, que também foram convidadas para interagiram com os filhos. “A família é fundamental nesse processo de ressocialização dos jovens que estão em conflito com a lei. E o legal é que foram os próprios familiares junto com a Justiça, que pediram o retorno do projeto. E os familiares não poderiam ficar de fora, pois no processo de ressocialização, a participação da família é fundamental”, explicou Bruno Eduardo, coordenador da CMPPJ.

O coordenador também adiantou que o objetivo principal do projeto é quebrar a rotina desses jovens dando-lhes opções de várias atividades para motivá-los e também para que possam interagir entre eles próprios e sair da ociosidade. “O prefeito Mauro Nazif sempre nos orienta neste sentido e buscamos colocar em prática esse projeto que é parte da política pública para os jovens porto-velhenses”, disse.

A biomédica do Núcleo de Educação em Saúde da Semusa, Célia Maia, disse ser positiva a iniciativa da CMPPJ, pela oportunidade que ela oferece de prestar esclarecimentos aos jovens internados na unidade. “Durante a palestra nós passamos slides e fotos impactantes, para que eles aprendam a se prevenir e evitar pegar alguma doença, além de orientá-los à prática de sexo seguro”, frisou.

Da mesma opinião é o  diretor de segurança e sócio educador da unidade, Vagner Barbosa. Para ele, ações como essa é importante para a recuperação dos adolescentes infratores. “A maioria deles são de famílias de baixa renda e vive em situação de risco nas ruas. E depois que eles vêm para cá é preciso fazer alguma coisa para que eles sejam reinseridos na sociedade para que eles saiam daqui cidadãos de bem, e qualquer parceria para tentar recuperá-los é bem-vinda”, afirmou.

Fonte - Comuncação Pmpv

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.