JESU蚇O BOABAID DESTACA CAOS NA PM E GESTORES INOPERANTES

O deputado Jesu韓o Boabaid (PTdoB), durante a sess鉶 ordin醨ia na Assembleia Legislativa, disse que a Pol韈ia Militar em Rond鬾ia vive um caos em rela玢o ao efetivo policial. De acordo com o parlamentar, cerca de 500 policiais militares ir鉶 para a reserva remunerada e 1.335 concursados aguardam uma convoca玢o que n鉶 acontece.
Quarta-Feira, 29 de Abril de 2015 - 15:37

O deputado Jesuíno Boabaid (PTdoB), durante a sessão ordinária na Assembleia Legislativa, disse que a Polícia Militar em Rondônia vive um caos em relação ao efetivo policial. De acordo com o parlamentar, cerca de 500 policiais militares irão para a reserva remunerada e 1.335 concursados aguardam uma convocação que não acontece.

Para o deputado, o governador Confúcio Moura (PMDB) precisa de gestores compromissados com o Estado. Mas infelizmente o que vemos hoje é uma inoperância pública e notória, uma falta de respeito com a segurança da população. “Nosso dever como representantes do povo é não aceitar medidas paliativas e sim lutar para que os concursados sejam chamados”.

Em aparte, o deputado Luizinho Goebel (PV) disse ver com preocupação o aumento do índice na criminalidade e apontou o atual Comando Geral da Polícia Militar como inoperante. O deputado disse que o próprio governador Confúcio Moura teria lhe confidenciado que também está preocupado com a situação.

“Devemos aumentar o quadro do efetivo policial e não diminuí-lo. O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Fernando Pretz, nunca fez nada enquanto esteve aqui e hoje não é diferente, ele nunca tem tempo para debater essas questões”, declarou Luizinho Goebel.

Também em aparte, o deputado Laerte Gomes (PEN), disse que existe falta de planejamento nas ações do governo do Estado. Eles abrem concurso público e não planejam a convocação, deixando os aprovados na espera, na ansiedade, alguns inclusive até acabam doentes. “O governo prefere criar CDs enquanto aprovados em concursos da Polícia Militar, Polícia Civil e Secretaria Estadual de Justiça (Sejus) sofrem com a espera”, destacou Laerte Gomes.

Hermínio Coelho (PSD) disse que o atual comandante-geral da PM em Rondônia não é a pessoa ideal para estar no cargo, mas que não vai mais criticar. “Não adianta. Nada muda. O que muda são os representantes que não compactuam com o que acontece nesse governo e acabam deixando o cargo, a exemplo do adjunto da Casa Civil que acaba de pedir demissão. Quem fica é porque leva alguma vantagem”, disse o deputado.

Eletrobrás

Ainda em seu discurso na tribuna, Jesuíno Boabaid lembrou o debate na audiência pública que tratou do aumento da tarifa de energia elétrica em Rondônia, na semana anterior. Segundo Boabaid, a inércia da bancada federal em também tomar uma iniciativa para defender os consumidores do Estado do valor abusivo cobrado pela Eletrobrás é inaceitável.

O deputado Jesuíno disse que iniciará uma campanha para reunir forças e encontrar soluções para a questão da energia elétrica em Rondônia. “Se não tivéssemos três usinas geradoras de energia elétrica aqui no Estado, eu até aceitaria a justificativa que nos foi dada pela Eletrobrás, mas esse aumento exorbitante é motivo para ações judiciais”, disse.

Fonte - decom/ale-ro

Comentários

News Pol韈ia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.