ROLIM DE MOURA CONECTINOVE ABRE CURSO DE TRANSPORTE DE CARGA INDIVIS蚔EL

Mantendo seu posicionamento de oportunizar seus alunos/clientes com tudo que est em alta no mercado de trabalho a Conectinove Escola de Profiss鮡s, unidade de Rolim de Moura, est com matr韈ulas abertas para o curso de transporte de cargas indivis韛eis, ou seja, aquelas que tem estrutura 鷑ica e n鉶 podem ser separadas durante a viagem at o destino final.
Terça-Feira, 28 de Abril de 2015 - 15:19

Mantendo seu posicionamento de oportunizar seus alunos/clientes com tudo que está em alta no mercado de trabalho a Conectinove Escola de Profissões, unidade de Rolim de Moura, está com matrículas abertas para o curso de transporte de cargas indivisíveis, ou seja, aquelas que tem estrutura única e não podem ser separadas durante a viagem até o destino final.

De acordo com o diretor da escola, Ronaldo Adriano Barreto, em outubro de 2013, o Conselho Nacional de Transito (CONTRAN), emitiu a resolução n.o 455 que tornou obrigatória, para os motoristas de veículos especializados, a reciclagem através de cursos próprios. O objetivo, segundo o órgão, foi aumentar qualidade e a segurança desse transporte no país.

“Não basta apenas dirigir. Como é uma carga única, o condutor tem que saber o peso que leva, as condições de trafegabilidade, a altura, o trabalho com batedores e principalmente as técnicas que vão fazer sua viagem ser segura para todos. Atualmente, quem não tem esse curso está sendo dispensado do trabalho, uma vez que a fiscalização é rigorosa”, alertou o empresário.

Ronaldo também lembra que serão 50 horas/aula de treinamento. As matrículas já podem ser feitas diretamente na sede da Conectinove, na Av. 25 de Agosto ao lado da Caixa Econômica Federal, no Centro de Rolim de Moura. Para mais detalhes basta acessar o site www.cep1.com.br ou ligar no (69) 3442-2674 e falar com uma das consultoras da instituição.

Fonte - Assessoria

Comentários

News Pol韈ia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.