A CRISE AUMENTA E OS ABSURDOS IMPOSTOS TAMB蒑!

O governo federal n鉶 reage, a n鉶 ser com discursos e mudan鏰s pontuais, sem que a ess阯cia do problema seja atacada.
Terça-Feira, 28 de Abril de 2015 - 08:29

No dia 5 de maio de 2014, o "Impostômetro" marcou uma arrecadação de 600 bilhões de reais. Neste ano, este valor foi atingido dia 25 de abril, ou seja, 10 dias antes, mesmo com a atual crise na economia. Mas, crise para quem? Claro que ela atinge em cheio quem trabalha e quem produz, porque, para o governo (em todos os níveis) a arrecadação dos impostos pornográficos é cada vez maior.  As empresas já apertam os cintos. As demissões aumentam. Em Porto Velho, por exemplo, num prazo de 30 dias, mais de 650 empregos com carteira assinada sumiram. Mais da metade no comércio, outros tantos na construção civil. As revendas de carro, tanto em Rondônia como na maioria dos Estados, estão vendendo muito menos do que o normal. A produção de veículos já caiu e o desemprego ronda este setor vital para o país. O governo federal não reage, a não ser com discursos e mudanças pontuais, sem que a essência do problema seja atacada. E após criticar duramente os  tucanos, o atual  governo apelidou as privatizações de "leilões" e vai passar para adiante estradas, aeroportos e outros setores e tenta, com muita conversa e pouca ação, achar um caminho viável para nossa economia.

Não se vê movimentação para diminuir essa vampirização oficial, que suga o sangue dos brasileiros. O Congresso tenta diminuir o número de Ministérios dos atuais 39 para 20, quase a metade, mas os poderosos de plantão não aceitam nem conversar, porque não teriam como abrigar tantos apaniguados... O desvio de bilhões de reais das roubalheiras sem fim (no Mensalão, no Petrolão, sacanagens milionárias com não pagamento de imposto de renda, etc...), também continua correndo solto. Não há, neste momento, luz no fim do túnel. Vamos conseguir sair dessa confusão só com conversa mole e explorando os trabalhadores? Claro que não!

UMA MÃO E MEIA

O jovem jogador profissional Mateus Leoni está com uma mão e meia na taça de campeão baiano deste ano. Seu time, o Vitória da Conquista, goleou o Bahia no primeiro jogo das finais, por 3x0. Mateus teve novamente uma grande atuação. O time pode até perder no próximo domingo e ainda assim  sairá com o título. Mateus é filho do empresário Elton Leoni, diretor da TV Candelária e de Josy Leoni. Elton, aliás, também foi um grande jogador, na década de 70. Já Mateus jogou em grandes clubes do Brasil e até no exterior. O título de campeão estadual da Bahia será o maior, até agora, na carreira de Mateus.

35 POR CENTO DE MOLEZA

É muita festa e pouco tempo dedicado ao trabalho! O atípico mês de maio terá folga em 35% dos seus 31 dias só com folga e moleza. Serão cinco sábados, cinco domingos e ainda um feriadão, totalizando onze dias parados. Num momento de crise, de economia claudicante, de inflação voltando e de queda na produção e no emprego, o Brasil continua curtindo a vida como se tudo estivesse muito bem. Esse ano, em que precisaríamos trabalhar mais e tentar sair desta situação batalhando, será um dos recorditas de feriados nesta década. Lamentável!

NOVOS CAPÍTULOS

O confronto entre Prefeitura e empresas de ônibus certamente terá novos capítulos nesta semana e nas semanas seguintes. O prefeito Mauro Nazif percorre a mídia, defendendo sua decisão de denunciar o contrato. Os empresários, através do seu sindicato, também estão agindo, mas muito mais na área do Judiciário. Por enquanto, o serviço continua normal. Não se sabe até quando. Já os trabalhadores das duas empresas estão de cabelos em pé, com o risco de perderem seus empregos. Mais de 1.100 deles trabalham no sistema de transporte coletivo da Capital.

O LAGOA VAI MUDAR?

O secretário municipal de obras, Gilson Nazif, garantiu na semana passada que a Prefeitura vai resolver todos os graves problemas do bairro da Lagoa, na Capital, transformando-o numa área aprazível. Tomara que cumpra mesmo, porque o bairro cresceu de forma desordenada e há 30 anos há ruas que não sabem o que é receber algum tipo de serviço público. Há uma revolta geral dos moradores da região, vivendo entre alagações, lama, sujeira e abandono. As críticas são inúmeras e diárias. Agora, é esperar que as promessas de Gilson sejam realmente cumpridas. 

UNS PODEM, OUTROS NÃO...

Praticamente sem cobertura da mídia, prossegue a greve dos caminhoneiros em várias rodovias do país. Eles fazem exigências que o governo considera impossíveis de serem atendidas (a principal é a fixação de um valor mínimo para o frete) e determinou que o movimento seja reprimido. Nesse caso, ao contrário do que acontece com os chamados movimentos populares, quando fecham rodovias país afora, o governo brasileiro considera que os caminhões não podem tirar o direito de ir e vir. O MST pode. O movimento ainda não havia chegado a Rondônia, até o final de semana, mas já fechou BRs no Mato Grosso e outros nove estados.

PERGUNTINHA

Quantos outros brasileiros agraciados com a Medalha da Inconfidência também vão devolvê-la, em protesto contra a outorga dela ao doidão João Pedro Stédile?

Fonte - S蒖GIO PIRES

Comentários

News Pol韈ia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.