MUDAN茿S NO TRANSPORTE COLETIVO DA CAPITAL

Sabado, 25 de Abril de 2015 - 11:50
As irregularidades foram encontradas ainda na falta de renova玢o da frota, em que o item data m韓ima do ve韈ulo descumpria o acordo, que descrevia a obriga玢o de ve韈ulos com idade inferiores a cinco anos. Al閙 disso, as detentoras da concess鉶 nunca realizaram o recolhimento do Imposto Sobre Servi鏾s (ISS).

Por Fabiana Cortez
da redação do NewsRondônia

“Vida nova no transporte coletivo de Porto Velho”, foi utilizando esse termo que prefeito da Capital, Mauro Nazif (PSB), deu fim à atual realidade do transporte coletivo de passageiros realizado por meio das empresas Rio Madeira e Três Marias, ao encerrar o contrato de concessão do transporte.

O anúncio foi realizado na tarde de sexta-feira (24), na presença da Procuradoria do Município e da Secretaria de Trânsito, após a apuração de uma série de descumprimentos de acordos, entre eles o número de ônibus em circulação, que segundo o prefeito deveria ser de 200 veículos, porém somente 168 cumpria sua função.

As irregularidades foram encontradas ainda na falta de renovação da frota, em que o item data mínima do veículo descumpria o acordo, que descrevia a obrigação de veículos com idade inferiores a cinco anos. Além disso, as detentoras da concessão nunca realizaram o recolhimento do Imposto Sobre Serviços (ISS).

Todos os descumprimentos subsidiaram o direito de cancelamento do contrato. "A Procuradoria está fazendo o seu papel. O que tiver de ir à Justiça sobre nossa decisão, vai parar na justiça”, enfatizou Nazif, que na mesma ocasião esclareceu que as medidas para não prejudicar o transporte coletivo já estão sendo tomadas, como a contratação emergencialmente de empresas para o transporte dos passageiros.

O próximo passo a ser tomado pela prefeitura será abrir um novo processo licitatório para a contratação definitiva de novas empresas para a atuação no transporte da Capital.

Fonte - NewsRond鬾ia

Comentários

News Pol韈ia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.