CINEOCA HOMENAGEIA CULTURA INDÍGENA EM MOSTRA DIAS 22 E 23 DE ABRIL

Em comemoração ao dia do índio, serão exibidos nos dias 22 e 23 de abril, dois documentários que retratam diferentes recortes sobre duas etnias de Rondônia e as consequências do contato com o não índio.
Terça-Feira, 21 de Abril de 2015 - 23:03

O CineOca, que tem o nome inspirado na moradia indígena, fará na próxima semana, em parceria com o Sesc de Porto Velho uma mostra em homenagem à cultura e diversidade indígena.

Os filmes Mapimaí – A festa da Criação do Mundo Segundo o Povo Paiter, de Alexis Bastos e Corumbiara, de Vincent Carelli, são importantes produções que trarão a tona a discussão e a reflexão sobre a questão indígena, sobretudo porque tem confirmada a presença lideranças indígenas e realizadores. A sessões começam sempre as 19h, no CineSesc.

Mostra com temática Indígena

Realização CineOca e Sesc

Programação:

22/04

Filme: Mapimaí – A festa da Criação do Mundo Segundo o Povo Paiter

Dir.: Alexis Bastos

Cidade/Estado de origem: Porto Velho - RO

Duração: 39 min.

Classificação: Livre

Data:22/04

Local:Cine Sesc

Hora:19h

Sinopse:

Escolhido pelos Paiter a manifestação cultural Mapimaí festa de comemoração da criação do Mundo, foi a forma proposta de realização das oficinas para repasse do conhecimento indígena. O vídeo mostra todo o desenrolar do projeto através de um Mito de Origem, no qual está sendo transmitida a aprendizagem sobre a cultura, história, confecção de artesanatos de cerâmica, de arco, flecha, colares, anéis, as pinturas corporais e principalmente o fortalecimento das alianças entre os clãs Gamep, Gamir, Makor e Kaban.

Esta é uma iniciativa do Povo Paiter, com a parceria da Kanindé Associação de Defesa Etno Ambiental e o Programa de Agroextartivismo da Secretaria da Amazônia Ministério do Meio Ambiente.

23/04

Filme: Corumbiara

Dir.: Vicent Carelli

Duração:117 min

Classificação: Livre

Data:23/04

Local:Cine Sesc

Sinopse: Em 1985, o indigenista Marcelo Santos, denuncia um massacre de índios na Gleba Corumbiara (RO), e Vicent Carelli filma o que resta das evidências. Bárbaros demais, o caso passa por fantasia, e cai no esquecimento.

Marcelo e sua equipe levam anos para encontrar os sobreviventes. Duas décadas depois, Corumbiara revela essa busca e a versão dos índios.

Fonte - Simone Noberto

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.