FESTA DO DIVINO DO GUAPORÉ – PATRIMÔNIO IMATERIAL

Tradição que ainda se cumpre em algumas regiões de Portugal, Essas celebrações aconteciam cinquenta dias após a Páscoa, comemorando o dia de Pentecostes.
Terça-Feira, 21 de Abril de 2015 - 10:47

Em reunião que aconteceu na última sexta feira (17), com a superintendente do IPHAN Mônica Castro, para tratar de temas como a "Festa do Divino Espírito Santo" e sua preservação e reconhecimento como patrimônio imaterial, o superintendente da Secel Rodnei Paes destacou que a importância desta ação reflete no maior cuidado com nossa história, e mostra o respeito com nossas raízes.

A origem do festejo remonta às celebrações religiosas realizadas em Portugal a partir do século XIV, nas quais a terceira pessoa da Santíssima Trindade era festejada com banquetes coletivos designados de Bodo aos Pobres com distribuição de comida e esmolas. Tradição que ainda se cumpre em algumas regiões de Portugal, Essas celebrações aconteciam cinquenta dias após a Páscoa, comemorando o dia de Pentecostes.

"A cultura é uma parte importante da economia e trabalhando juntos podemos avançar e manter a pratica cultural". Destacou a superintendente do Iphan Mônica Castro.

Participaram da reuniam os técnicos da Gerência de Cultutra- Secel Lucas Varanda e Ednair Nasciemento além do Gerente de Cultura Fabiano Barros.

Festa do Divino 2015

A Festa do Divino 2015, começou domingo de Páscoa dia 5, com a saída do Batelão do Divino saindo de Porto Rolim (Alta Floresta), com os símbolos Coroa, Mastro e Bandeira e só deve chegar em Pimenteiras no dia 19 de maio onde permanece até o encerramento da festa no dia 24 de maio. É a 121ª edição da festa que em Rondônia é fluvial.

Neste dia 21 o Batelão com os símbolos do Divino fica em Costa Marques de onde sairá amanhã dia 22, rumo as localidades bolivianas de Buena Vista, Santa Fé e Bahia de Santa Luzia. 

Fonte - Zé Katraca

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.