BEBÊ COM CONDIÇÃO RARA NASCE SEM NARIZ NOS ESTADOS UNIDOS

Quinta-Feira, 02 de Abril de 2015 - 10:08
Timothy Eli Thompson nasceu de forma prematura no dia 4 de março.

ESTADOS UNIDOS - Após três semanas internado, um bebê, que nasceu sem nariz, finalmente foi para a casa de sua família, no Alabama, nos Estados Unidos. Timothy Eli Thompson nasceu de forma prematura no dia 4 de março e precisou fazer uma traqueostomia com apenas cinco dias de vida para conseguir respirar. Segundo informações do jornal britânico 'Daily Mail', o palato (céu da boca) do menino não se formou completamente.


Foto: Reprodução/Daily Mail)

A mãe do bebê, Brandi McGlathery, revelou que nenhum problema de saúde foi detectado nos exames de ultrassom e, por isso, se assustou ao receber a criança. "Eu me virei [para o médico] e disse que havia algo errado. Ele disse que não, que o bebê era perfeitamente normal. Então, eu gritei: 'ele não tem nariz'".


Foto: Reprodução/Daily Mail)

Brandi, que é mãe de outros dois filhos, disse ainda que cuidar do bebê será um desafio. A mulher admitiu também que tem outros medos pelo pequeno Eli, não só relacionados a saúde. "Ele é um milagre. Meu maior medo é que o mundo não o veja como um menino bravo e bonito do jeito que eu vejo", diz.

No Facebook, Brandi decidiu postar fotos e contar a história do menino, dando mais detalhes sobre os cuidados com Eli. A conta já tem mais de 4 mil seguidores. Nas imagens da criança, os comentários são de incentivo e elogios à criança. "Ele é tão lindo!", escreveu uma internauta.


Foto: Reprodução/Daily Mail)

Eli deve passar por várias cirurgias corretivas para conseguir respirar normalmente. Até lá, a mãe garante que não fará nenhum procedimento estético desnecessário. "Achamos ele perfeito do jeito que ele é. Não vamos mexê-lo até o dia em que ele quiser ter um nariz. Vamos viver uma dia por vez", afirmou.

Fonte - correio24horas

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.