ACIR COBRA INVESTIMENTOS NA AQUICULTURA

O ministro afirmou que no mundo, o negócio da pesca é sete vezes maior que o de carne bovina e nove vezes maior que do frango.
Sexta-Feira, 27 de Março de 2015 - 10:30

Em audiência nesta quinta-feira com o ministro da Pesca e Aquicultura, Helder Barbalho, o senador Acir Gurgacz cobrou mais investimentos para melhorar a infraestrutura de beneficiamento, industrialização e exportação do pescado de Rondônia. A meta do Ministério da Pesca é elevar a produção brasileira na aquicultura — a criação em cativeiro — das atuais 480 mil toneladas para dois milhões até 2020. Isso levará o país a saltar do 12º lugar para o 5º no ranking mundial.

Na análise de Acir, a meta lançada pelo Ministro, de quadruplicar a produção no Brasil em cinco anos é possível, já que Rondônia saltou de uma produção anual de 15 mil toneladas para 80 mil. “O que precisamos é verticalizar a cadeia produtiva para que todos cresçam na mesma proporção e possamos colocar o produto no mercado com qualidade e valor agregado”, ressaltou o Senador.

O ministro afirmou que no mundo, o negócio da pesca é sete vezes maior que o de carne bovina e nove vezes maior que do frango. Mas no Brasil, o pescado representa apenas 0,1% do total das exportações de proteína animal. “O pescado é uma nova fronteira de negócio em que o maior exportador de carne bovina e de frango do mundo precisa atuar”, salientou.

O ministro também defende tornar o pirarucu, peixe típico da Amazônia, uma espécie de “cartão de visitas” das espécies amazônicas e do país. A ideia é vender o pirarucu para o mundo “como uma grife”. O senador Acir, que é vice-presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado, lembrou que a produção da espécie tem crescido na região Norte.

O Estado de Rondônia é hoje o maior produtor de peixes em águas interiores do País, com uma produção de 65 mil toneladas de pescado/ano. O Estado tem 10.805 hectares de lâmina de água em viveiros e tanques-rede, que estão localizados em 3.250 propriedades licenciadas. Cerca de 80% da produção em cativeiro é de Tambaqui, Pirarucu, Jatuarana e Pintado.

Fonte - Assessoria

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.