NÃO ESTÁ NA HORA DE DIZER CHEGAAAAAAAAAAAA?

O protesto dos caminhoneiros e dos brasileiros sérios, que querem que o Brasil trate todos seus cidadãos da mesma forma, não pode.
Sabado, 14 de Março de 2015 - 10:13

Revolta a falta de respeito, a violência, as palavras de ordem, o ataque às  instituições e pessoas que praticam, orientados por seus líderes, membros dos chamados movimentos sociais, quando saem às ruas para mostrar quem realmente manda neste país. O exemplo local é uma retrato do Brasil. Primeiro, um tal de Movimento dos Atingidos por Barragens, tomou o prédio da Eletrobras Rondônia, sem que ninguém os importunassem. Depois, na quinta, mais de duas dezenas de ônibus infernizaram o centro de Porto Velho, para cercar o Palácio Presidente Vargas, de "trabalhadores sem terra"; na verdade grupos organizados, que nada  e a ninguém respeitam, que fazem o que querem, quando e onde querem. Trouxeram faixas contra o agronegócio e em defesa do Governo Dilma. Depois, foram infernizar os funcionários da TV Rondônia, afiliada à Rede Globo, porque na cartilha que recebem, precisam gritar palavras de ordem ensaiadas.

Nenhum policial apareceu, enquanto os manifestantes ameaçavam invadir a TV, deixando desprotegidas pessoas decentes, que trabalham decentemente.  Ah, se fossem os caminhoneiros, protestando contra o preço absurdo do combustível e os salários ridículos que recebem! Ou se fossem trabalhadores que não rezam por essa cartilha desrespeitosa! Esses sim, seriam  tratados pelas polícias (federal e estaduais), como bandidos. O exemplo vimos há poucos dias. Os caminhoneiros que fecharam as BRs foram presos e multados. O MST, que dias depois fechou dezenas de rodovias país afora, teve foi a "proteção" policial, para que o movimento durasse por quanto tempo quisessem. O protesto dos caminhoneiros e dos brasileiros sérios, que querem que o Brasil trate todos seus cidadãos da mesma forma, não pode. A destruição, a baderna, o desrespeito, as ofensas orquestradas, aí pode! Chegaaaaaa!

BEM VINDOS SEM TERRA!

Está na hora mesmo de dar um sacudida neste país. Não é possível que assistamos de braços cruzados esse absurdos, essa inversão de valores tenebrosa, essa falta de respeito, essas manifestações que só podem ser feitas quando é por gente ligada ao PT, ao governo ou aos órgãos aparelhados pelo poder político que está no comando do país. Fora vândalos e vagabundos! Bem vindos verdadeiros trabalhadores sem terra, gente que quer trabalhar e viver do seu suor. Chega de aguentar esses achaques baseados em teorias políticas que a maioria dos brasileiros detesta!

CARAS NOVAS

Muitas caras novas na política (empresários e profissionais liberais), estão aderindo ao Partido Novo. Mesmo sem o aval do TSE, que ainda cumpre os prazos burocráticos, já que o Partido Novo cumpriu todas as exigências legais para ser registrado e oficializado, a nova sigla cresce em Rondônia e no país. Aqui, o presidente do diretório regional é o advogado Fabrício Jurado. Ele afirma: “O que nos motiva não é a certeza do sucesso, mas sim o senso de obrigação que temos com o País e com as futuras gerações”. O Partido Novo já conta atualmente com nove diretórios estaduais e 19 municipais.

RECURSOS AO TSE

Anda na Justiça o processo de cassação do governador Confúcio Moura e do seu vice, Daniel Pereira. Os advogados de ambos já estão agindo, em busca do efeito suspensivo junto ao TSE e acreditando que, em instância superior, a decisão do TRE rondoniense será reformada. O TRE não aceitou também dar posse ao segundo colocado na eleição, Expedito Júnior, até que todos os recursos da defesa sejam cumpridos. O caso é complicado e afeta diretamente à estrutura do Estado e da governabilidade. Não se sabe quando ocorrerá a decisão final, no TSE.

O CIDADÃO E O GOVERNADOR

Os ministros do TSE devem ter adorado ler texto em que o governador Confúcio Moura escreveu, que foi pedir apoio político do PMDB para a preservação do mandato dele. Foi o mesmo que dizer que as decisões do TSE passam por pressões  político partidárias. Precisa um tiro no pé pior que esse? Está na hora do Governador ouvir sua assessoria e não usar seu blog, sem antes analisar as consequências de cada texto. Cada palavra escrita não é pelo médico e cidadão Confúcio Moura, mas pelo Governador. Ninguém separa as coisas. Nem a turma do TSE, que vai julgá-lo.

ONDE ESTÁ A OAB?

O advogado rondoniense Bandeira Filho, publicou duro artigo contra a omissão da OAB, em relação a todos os escândalos que emanam de Brasília. Escreveu, com outras palavras, que a  outrora combativa e parceira da população Ordem dos Advogados do Brasil, se transformou em mais um braço do petismo, entrando na vala comum do aparelhamento político das instituições. Vale a pena ler o artigo  para ver que o causídico escreve o que esta coluna tem batido muito. A OAB do PT não é nem parecida com a OAB do passado.

PERGUNTINHA

A divisão ao meio do Brasil, caracterizada na eleição de novembro, será apenas ideológica ou corremos o risco de confrontos mais sérios nos protestos deste final de semana?

Fonte - Sergio Pires

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.