INSANIDADE

Lula incita exrcito do MST a defender o governo nas ruas, no seu discurso em defesa da Petrobras na Associao Brasileira de Imprensa (ABI), Rio de Janeiro.
Terça-Feira, 03 de Março de 2015 - 10:26

Leiam parte do discurso:

“O que estamos vendo é a criminalização da ascensão de uma classe social nesse país. As pessoas subiram um degrau e isso incomoda a elite.”

“Nossa querida Dilma tem que levantar a cabeça e dizer: eu ganhei as eleições. E governar o país. Não pode ficar dando trela senão ficamos paralisados. Nós ganhamos a eleição e parecemos envergonhados. Eles perderam e andam por aí, pomposos.”

“Em vez de ficarmos chorando, vamos defender o que é nosso. Defender a Petrobras é defender a democracia e defender a democracia é defender a continuidade do desenvolvimento social nesse país. Quero paz e democracia, mas também sabemos brigar. Sobretudo quando o Stedile colocar o exército dele nas ruas.”

Lula é a encarnação do demônio. Não tem o que fazer em casa, não gosta de ler e nem de prestar serviço comunitário. É um espírito de porco errante, intrometendo-se no governo como se fosse sua propriedade. Mas o que causa perplexidade é a imbecilidade de "intelectuais" petistas se prestarem a lamber as botas de Lula e a seguir os seus "conselhos".

Lula é o maior vivaldino que apareceu para tirar proveito da coisa pública. Quando um cidadão sem eira nem beira entra para a política e de lá sai em condições econômicas e financeiras formidáveis é porque ganhou na loteria ou se locupletou da res pública.

Lula não tem escrúpulo e nem respeito com a moralidade pública. Como ex-presidente da República deveria ter comportamento de estadista e não incitar a desordem ao convocar segmento subversivo dos sem-terra para afrontar manifestações democráticas da sociedade, que não aceitam os malfeitos de um partido e governo, mancomunados com irregularidades na Petrobras.

Temos hoje no país, inusitadamente, duas pessoas governando o Brasil. Situação sui generis que ofende a normalidade do estado democrático de direito. Lula se equivoca ao se autoconsiderar imprescindível ao país. A sua empáfia de continuar a orientar o governo revela traço de despotismo, falta de educação e beira ao ridículo. Lula deveria fazer uma visita aos cemitérios para ver os jazigos dos “imortais ou imprescindíveis”, seria muito bom para reflexão.

Júlio César Cardoso
Bacharel em Direito e servidor federal aposentado
Balneário Camboriú-SC

Fonte - Jlio Csar Cardoso

Comentários

News Poltica

News Polcia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.