COLUNA TRAPIZONGA: GUIDO MANTEGA

No porque Mantega deste ou daquele partido que deve ser crucificado, ainda mais quando se dirige a um hospital particular, acompanhado de sua esposa na situao em que ela se encontra.
Quinta-Feira, 26 de Fevereiro de 2015 - 15:41

Lamentável

Uma coisa estúpida, assim este escrevinhador de linhas tortas por ajuntamento de letras mortas classifica a agressão ao ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, que foi expulso do hospital Albert Einstein, na última segunda-feira, 23. Ele estava acompanhado da esposa Eliane Berger, que se trata de um câncer.

Não é porque Mantega é deste ou daquele partido que deve ser crucificado, ainda mais quando se dirige a um hospital particular, acompanhado de sua esposa na situação em que ela se encontra. A intolerância política no Brasil atinge níveis alarmantes de incivilidade, que prenunciam um neofascismo no País. Agressões têm sido promovidas por forças políticas que se mostram incapazes de conviver numa democracia.

Plus size

Enquanto isso, aqui no Distrito Federal, por iniciativa do deputado Raimundo Ribeiro (PSDB), a Câmara Legislativa realiza sessão solene para o lançamento do "Calendário Anual BSB Plus Size". A solenidade aconteceu ontem às 19h desta quarta-feira (25) no plenário da Casa. Segundo o paramentar, o evento “busca combater preconceitos ao mostrar a elegância e feminilidade das modelos que fogem dos estereótipos comerciais”.

Marketing

Cartelização

Até parece uma grande novidade para o brasiliense e o deputado Chico Vigilante (PT)artimanha. Tanto que usou o microfone da tribuna no início da semana para reclamar dos preços da gasolina praticados no DF. "A Petrobras autorizou um aumento de R$ 0,22 e o preço aqui passou de R$ 3,19 para R$ 3,45. Agora, já estão cobrando R$ 3,55, dizendo ser culpa do aumento do ICMS – que só vai valer no ano que vem", criticou.

Roubo

Segundo Vigilante (foto), cada centavo cobrado a mais equivale a R$ 1 milhão a mais para os donos dos postos. "Isso é roubo", afirmou.

Ele voltou a defender, ainda, a aprovação de um projeto de lei de sua autoria que permite a instalação de postos em supermercados, shoppings e similares.

Distritais itinerante

Viajando, pelas estradas, tocando berrante...etc e tal. É assim que os deputados distritais integrantes da Comissão de Assuntos Sociais (CAS), da Câmara Legislativa, vão ficar a partir de agora.  O início da pajelança se dará por Ceilândia, que será a primeira cidade a sediar as reuniões ordinárias itinerantes da CAS. O dia 18 de março será a data da primeira de uma série de reuniões da CAS nas regiões administrativas, conforme a decisão aprovada hoje (25), em reunião extraordinária da comissão.

Surpreeeessaaaaaaa!

Acontece que a única Região Administrativa a saber antecipadamente que será visitada pelos integrans ta CAS é Ceilândia, uma vez que a comissão aprovou, por sugestão do distrital Chico Leite, do PT, e as visitas serão agendadas através de sorteios para evitar op direcionamento na escolha dos projetos.  A presidente da CAS, deputada Luzia de Paula garante que só aceitou o critério da distribuição aleatória por entender que "a democracia é um exercício constante". Na condução do cargo, alegou que pretende "plagiar do papa Francisco a palavra servir". Por isso, acrescentou: "Estou neste momento na CAS para servir".

Luz no fim do túnel?

O governo do Distrito Federal e a Câmara Legislativa vão se unir para divulgar à população interessada a situação dos condomínios em fase de regularização. A decisão foi tomada durante reunião do secretário de Gestão do Território e Habitação, Thiago de Andrade, com a presidente da Comissão de Assuntos Fundiários da Câmara Legislativa, deputada Telma Rufino (foto). Ficou acertado que a Comissão de Assuntos Fundiários convocará os interessados na regularização para que a secretaria informe a situação de cada condomínio. Isso será feito após rodadas de avaliação do Conselho de Planejamento Territorial e Urbano (Conplan) — órgão ligado à secretaria —, previstas para 5 e 26 de março.

Mas que vida boa!

Pois é, e ainda tem gente defendendo o filhote de cruz credo nas redes sociais. Apesar de criticado de ponta a ponta deste Brasil Varonil, não é que a Mesa Diretora da Câmara aprovou ontem (25) o reajuste em diversas verbas parlamentares, incluindo a de gabinete, que passa de R$ 78 mil para R$ 92.053,00 mensais. O auxílio-moradia subiu de R$ 3,8 mil para R$ 4,2 mil.

Cotão

O chamado cotão (verba indenizatória) teve reajuste de 8%, passando de R$ 27.977,26 para R$ 30.215,44 o menor valor recebido por deputados, no caso, os do Distrito Federal. O maior é destinado aos deputados de Roraima e passará de R$ 41.612,80 para R$ 44.941,62.

Minha muié tomem, uai...

Mas o que causou maior estranheza e perplexidadem no entanto, não foi o aumento da verba indenizatória, mas sim o pacote de medidas aprovado, uma parte das promessas de campanha do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a presidência da Câmara. Além dos reajustes, a Mesa aprovou um dispositivo estabelecendo que cônjuges de deputados terão direito a usar passagens áreas pagas pela Casa entre seus estados de origem e Brasília.

Na contra mão

Este escrevinhador linhas tortas por  ajuntamento de letras mortas também ficou meio que assim ao ver que Plenário da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 23/15, do deputado Mendonça Filho (DEM-PE), que admite a fusão de partidos políticos somente após cinco anos da obtenção do registro definitivo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A matéria será analisada ainda pelo Senado. Para a Trapizonga, este projeto transita na contra mão das expectativas populares, uma vez que o populacho prefere extinção ou fusão dos partidos, muitos criados apenas para negociatas de seus dirigentes, por entender que  a sopa de letrinhas está grande demais.

Fundo

Aprovado na forma do substitutivo do deputado Sandro Alex (PPS-PR), o projeto proíbe ainda que as mudanças de filiação partidária ligadas à fusão de partidos sejam consideradas para efeito do cálculo para a distribuição de recursos do Fundo Partidário.

Igual restrição é imposta pelo texto para o tempo gratuito de propaganda no rádio e na TV, cuja divisão também não poderá levar em conta as mudanças de filiação para partidos resultantes de uma fusão.

Fim de fraudes

Para o relator, o projeto impede que “haja fraude na lei, com a criação de um partido apenas para ser usado na fusão com outro”. Sandro Alex afirmou que a “vontade das urnas não será mudada com a fusão de partidos”. Então tá.. O colunista acredita...

Errei...

Só pra terminar. Na coluna de ontem houve uma série de erros de datas, como a da exibição do programa político gratuito em rede nacional de TV, que será hoje (quinta-feira, dia 26 de fevereiro de 2015, às 20h30 – horário oficial de Brasília), mas como tudo nesta vida o erro insiste em aparecer, este escrevinhador pede desculpe

Bem…

Por hoje é só. Vou ver se meu papa capim está de volta ou se aposentou de vez!

Para se comunicar, sugerir notas, xingar, reclamar e até para pedir o número da conta bancária do colunista que, diga-se de passagem está no vermelho, é só enviar mensagens para marcanter[email protected] ou ligar para (61) 8185 2181 (TIM). Favor não ligar a cobrar, pois o chip está, assim como o titular da coluna, sem crédito.

Fonte - Marcos Antro Ster

Comentários

News Poltica

News Polcia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.