CRIANÇA COM PÉ PESANDO CINCO QUILOS BUSCA ESPECIALISTA PARA CURAR RARA DOENÇA

Embora seja chocante para quem vê as fotografias, o menino disse que não sente dor e que pode andar e correr (contudo não como as crianças que não possuem a mesma condição).
Quinta-Feira, 26 de Fevereiro de 2015 - 13:48

Um menino com um enorme pé direito tem deixado centenas de médicos confusos, já que não sabem como tratar sua condição. O menino é Verdejante Joshi, de 4 anos, que vive em Gujarat, oeste da Índia, e tem um dos pés pesando cerca de 5,4 quilos (equivalente ao preço de um saco de batatas ou a uma bola de boliche). 

Embora seja chocante para quem vê as fotografias, o menino disse que não sente dor e que pode andar e correr (contudo não como as crianças que não possuem a mesma condição). 

Verdejante Joshi, de 4 anos, da Índia, busca especialista que consiga curar sua condição rara que o deixou com pé enorme

Muitos médicos sugeriram que o pé deva ser amputado, mas outros afirmam que existe risco de morte na intervenção cirúrgica. 

Seu pai está em busca de um médico, em qualquer parte do mundo, que possa resolver a condição do filho sem precisar amputar sua perna. Verdejante se queixa de que outras crianças zombam por ele não poder correr rápido, e acrescenta: "Eles não me chamam para jogar futebol, mesmo que eu lhes diga que posso fazê-lo.” Ele contou também que quer frequentar uma escola: “Eu quero ir para a escola, mas os professores disseram ao meu pai que eu não posso." Ao invés disso, Verdejante está confinado em sua casa de dois cômodos onde brinca com a mãe, Jayshree Joshi, de 26 anos, e sua irmã, Vrisha, de 1 ano. 

Seus pais, desesperados, já o levaram a mais de 100 médicos ao longo dos últimos quatro anos, mas a maioria tem sido confundida por sua condição. 

Dilip Kumar Joshi, de 30 anos, pai do garoto, disse: "Eu tentei todos os campos da ciência médica, a partir de homeopata, alopata, ortopedistas, especialistas ósseas e especialistas da pele, mas sem sucesso. Eles estão todos perplexos. Se eu soubesse que ele iria nascer com uma perna deformada eu teria abortado o bebê. É um castigo para qualquer pai assistir, impotente, seu filho sofrer. Mas, se eu cortar o pé, meu filho seria permanentemente deficiente e dependente dos outros para sempre, incapaz de andar. Pelo menos ele se locomove no momento.” 

Joshi têm esperanças de que conseguirá encontrar um especialista capaz de tratar seu filho.

Fonte - Techmestre

Comentários

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLÍTICA PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondônia - 2020.