Sexta-Feira, 28 de Novembro de 2014 - 09:36 (Colaboradores)

QUALQUER SEMELHANÇA NÃO É MERA COINCIDÊNCIA...

Sobre o mesmo tema, ainda, Padre Vieira foi mais longe e escreveu: "os príncipes governantes são companheiros dos ladrões".


Imprimir página

"O que eu posso acrescentar, pela experiência que tenho, é que não só do Cabo da Boa Esperança para lá, mas também das partes do Aquém, se usa a mesma conjugação. Conjugam de todos os modos o verbo rapio, porque furtam de todos os modos da arte... tanto que lá chegam e começam a furtar pelo modo indicativo...furtam pelo modo imperativo...furtam pelo modo mandativo... furtam pelo modo optativo... furtam pelo modo conjuntivo... furtam pelo modo potencial... furtam pelo modo permissivo... furtam pelo modo infinitivo, porque não tem fim o furtar com o fim do governo e sempre lá deixam raízes, em que se vão continuando os furtos".  De quem são estas frases atualíssimas sobre a roubalheira que se instituiu em todos os níveis de governo? É uma pequena parte dos famosos  sermões do Padre Antonio Vieira, que viveu de fevereiro de 1608 a julho de 1697, onde morreu, na Bahia. Valendo-se do mote de uma carta de São Francisco Xavier a Dom João III, afirmando que na Índia Portuguesa se conjugava o verbo rapto ou roubar de todos os modos possíveis e imagináveis, Padre Vieira desenvolveu o tema que, 317 anos depois da sua morte, ainda é presente na vida brasileira e de praticamente todos os países. Sobre o mesmo tema, ainda, Padre Vieira foi mais longe e escreveu: "os príncipes governantes são companheiros dos ladrões".

Os famosos sermões do Padre Viera, que atravessaram séculos e chegam, em vários temas (como o amor aos indígenas e a defesa dos direitos deles) aos dias de hoje, incluem também um palavreado duro sobre a corrupção dos governos e dos governantes. O trecho escolhido resume bem o que ocorria naqueles tempos dos descobrimentos e continua existindo até hoje, com um câncer que se eterniza nas sociedades, tornando-as injustas e mantendo o controle nas mãos dos poderosos.

PERSONAGEM CENTRAL

Um dos principais personagens da vida rondoniense, neste momento, é o entrevistado do Candelária Debate deste sábado. O procurador geral de Justiça, Héverton Aguiar, gravou entrevista exclusiva,  concedida a Sérgio Pires. O combate à corrupção; as operações que prendem autoridades e desnudam quadrilhas organizadas dentro dos governos; a ação do MP e seus parceiros: tudo isso faz parte da pauta. Imperdível! Vai ao ar para toda a Rondônia neste sábado, 13h20, logo após o Papo de redação, com os Dinossauros da TV.

CABELOS EM PÉ

O repórter Eduardo Kopanakis e o cinegrafista Fábio Costa passaram nove dias circulando pelos distritos de Porto Velho. O que viram é de arrepiar os cabelos. Nesta próxima semana, nos programas de jornalismo da TV Candelária/Record, a dupla vai mostrar uma série de reportagens sobre a dramática situação de quem vive nessas regiões atingidas em cheio pela enchente histórica do rio Madeira, no início do ano. Vai valer a pena acompanhar...

PERDENDO A ESPERANÇA

Do jeito que a coisa está, não há mais mesmo jeito e nem esperança. Bandidos estão agindo com extrema violência, em plena luz do dia, ignorando a polícia, atirando para todos os lados sem se preocupar se algum inocente será morto; barbarizando a população. Nesta semana, no meio da manhã, assaltantes atacaram em frente ao Banco do Brasil, a menos de 50 metros do Palácio do Governo. Os dois foram mortos na troca de tiros com policiais, mas dezenas de pessoas correram os riscos de serem atingidos. O crime toma conta de tudo. Eles não têm nada a perder, nem suas vidas, que não valorizam. Imaginam como tratam a vida dos outros.

UM POUCO MENOS

Depois de longo e tenebroso inverno, surge uma boa notícia pelos lados da Eletrobras Rondônia: a conta de energia elétrica do rondoniense vai cair, em média, 3,78%. Para a indústria, abastecida com energia de alta tensão, a queda será ainda maior: 4,27%. Tomara que não surja nenhuma outra manobra legal para transformar essa pequena queda de preço num aumento mais à frente.Mas que é, enfim, uma boa notícia, é sim. Estava na hora da Eletrobras dizer alguma coisa boa à população do nosso Estado!

MINAS DA CORRUPÇÃO

Onde se pisa, há uma mina. Onde há investigação, há sacanagem. Do Petrolão aos governos estaduais; às prefeituras e até auditores fiscais da Receita; dos Correios às concorrências públicas, tudo está contaminado. Até nos sorteios populares, com recursos que deveriam ir para instituições de caridade, como a APAE, se encontram mutretas e desvios. Já roubam a merenda escolar e dão golpes no Bolsa Família. O que está acontecendo com nosso país? Socorro!

APOIO À GOVERNABILIDADE

"Que saibam todos os rondonienses que continuamos a trabalhar com vigor, entusiasmo e planejamento,  acreditando e investindo,  sabendo que inúmeras pessoas, que sustentam milhares de familiares por todo o Estado, precisam continuar confiando em nosso Governo do Estado e na sua administração, para que, juntos, todos possamos  superarmos estes  tempos difíceis que nos atingiu a todos. Rondônia está acima de tudo". Trecho da carta aberta à população, assinada pelas entidades das micro indústrias e comércio, em apoio à governabilidade e dirigida ao governador Confúcio Moura.

PERGUNTINHA

Depois da falecida CPMF que foi quase desenterrada, será verdade que o governo está pensando na volta do absurdo imposto sobre os combustíveis?

Fonte: Sérgio Pires

Noticias relacionadas

Comentários

Veja também

Outras notícias + mais notícias