DILMA ANUNCIA REDUÇÃO DAS TARIFAS DE ENERGIA ELÉTRICA

A presidente Dilma Rousseff lembrou, durante o seu discurso, o racionamento de energia que atingiu o país no início da década passada, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso. Segundo ela o país “amargou” oito meses de racionamento, que “gerou grandes prejuízos às empresas do país e impôs restrições à qualidade de vida da população".
Terça-Feira, 11 de Setembro de 2012 - 15:31

O governo brasileiro anunciou nesta terça-feira a redução das tarifas de energia elétrica de 16 a 28% para os consumidores e a renovação antecipada das concessões de energia, com o objetivo de garantir maior competitividade da economia brasileira. A queda na tarifa é resultado da renovação das concessões que vencem a partir de 2015, da redução de encargos setoriais e do aporte pela União de R$ 3,3 bilhões de reais.

"Essas medidas representarão aumento do poder aquisitivo da população brasileira. As decisões de agora constituem uma das mais arrojadas iniciativas para impulsionar o desenvolvimento do Brasil", disse o ministro das Minas e Energia, Edison Lobão em cerimônia no Palácio do Planalto. A redução do preço da energia ocorrerá a partir de janeiro de 2013, por meio da antecipação da renovação das concessões e redução de encargos setoriais.

A presidente Dilma Rousseff lembrou, durante o seu discurso, o racionamento de energia que atingiu o país no início da década passada, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso. Segundo ela o país “amargou” oito meses de racionamento, que “gerou grandes prejuízos às empresas do país e impôs restrições à qualidade de vida da população".

A presidente disse ainda que a decisão do governo de renovar as concessões do setor de energia vai assegurar mais competitividade às empresas brasileiras e aos consumidores residenciais. De acordo com ela, o governo quer que os descontos nas contas de luz por conta das renovações comecem a valer já a partir do ano que vem.

RONDÔNIA

O vice-governador de Rondônia, Airton Gurgacz (PDT), participou da cerimônia no Palácio do Planalto. Ele destaca que essa redução só é possível por conta do aumento da geração de energia no país, em especial devido à construção das usinas hidrelétricas do Rio Madeira. As usinas de Jirau e Santo Antônio vão gerar mais de 9 mil megawatts - o que corresponde à energia gerada pela Unisa Hidrelétrica de Itaipu.

“Isso quer dizer que Rondônia está dando grande contribuição para o país e, em contrapartida, está recebendo grandes investimentos do Governo Federal. Exemplos disso são os investimentos recentes na restauração da BR-364, em saneamento, saúde e na defesa da Amazônia”, observa Airton Gurgacz.

O vice-governador também destacou que a redução da tarifa de energia vai produzir resultados positivos em cascata na economia brasileira. "Com a redução de 25% da tarifa para a indústria e 16% para no uso doméstico, será possível reduzir o custo de produção e ampliar o poder de compra do brasileiro", avalia Airton.

Fonte - ASSESSORIA

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.