DURANTE SEMANA NACIONAL DO HOMEM SEMUSA ALERTA PARA A PREVEN플O

E no caso das doenas que podemos evitar ou tratar, basta se criar este hbito de ir ao mdico pelo menos duas vezes ao ano, disse ela.
Quarta-Feira, 18 de Julho de 2012 - 10:02

Em meio à SemanaNacional de Promoção da Saúde do Homem, a prefeitura de Porto Velho, através da secretaria municipal de Saúde (Semusa), alerta a classe masculina para as doenças mais freqüentes e que acometem homens na faixa etária de 30 a 65 anos. Segundo a coordenadora de Saúde do Homem, Maria do Carmo Lacerda, diferente das mulheres que realizam com freqüência exames preventivos, os homens ainda não adotaram esta cultura, comparecendo apenas quando sentem algum sintoma. “Muitas doenças poderiam ser diagnosticadas precocemente para um tratamento eficaz ou evitaria a evolução delas”, disse ela.

Maria do Carmo cita doenças como obesidade, doenças do coração, câncer de pênis e de próstata, doenças sexualmente transmissível (DST), tuberculose, hanseníase, tabagismo e alcoolismo, como as mais frequentes.

Hoje, segundo a coordenadora, a prefeitura vem trabalhando junto às unidades de Saúde da Família e à comunidade ações que visam à promoção da saúde do homem. “Realizamos palestras, seminários, dia de cuidados, campanhas e outras alertando para esta necessidade de cuidar da saúde. Segundo a organização mundial de Saúde, os homens vivem menos que as mulheres, sejam por doenças ou por acidentes de trânsito. E no caso das doenças que podemos evitar ou tratar, basta se criar este hábito de ir ao médico pelo menos duas vezes ao ano”, disse ela.

Campanha

A Semusa está realizando na Policlínica Adelino da Silva, no bairro Ulisses Guimarães, uma campanha durante toda semana, com o objetivo de divulgar sobre os programas e serviços voltados ao publico masculino existentes no Município, através de palestras, cartilhas, cartaz e folder.

Segundo a coordenadora do Niensus, Renata Pimentel, o objetivo da campanha é de qualificar as equipes de saúde da família, garantir ações e serviços de saúde que possam promover prevenir, garantir e recuperar a saúde da população masculina. “Além de garantimos o acesso ao público masculino, as equipes de saúde formada por médicos, enfermeiros e odontólogos vão atender e acolher o homem fazendo que ele se sinta integrado aos demais programas implantados na unidade de saúde. Essa ação pode ser considerada como a porta de entrada de um sistema de que tem como princípios a humanização e a qualidade, que implicam na promoção, reconhecimento e respeito à ética e aos direitos do homem”, concluiu Renata Pimentel.

Fonte - ASCOM/PMPV

Comentrios

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.