'Eu gostaria muito que o município tivesse coragem de acabar com a federalização da rodovia Gov. Jorge Teixeira' afirma Paulo Andreoli

O município depende do DNIT para arrumar a rodovia.
Segunda-Feira, 30 de Maio de 2022 - 17:27

Autor: Redação News Rondônia

Na tarde desta segunda-feira (30) o jornalista e fundador do Jornal Rondoniaovivo, Paulo Andreoli, foi o entrevistado do Programa Direto da Redação, com a apresentação do jornalista, Carlos Caldeira. Na ocasião, Paulo falou sobre sua vida e política.

O programa iniciou abordando sobre o que afetou a carreira e vida de Paulo após a pandemia. Segundo o Paulo, atualmente está trabalhando muito em home office (em casa) e disse que vive em prisão domiciliar, em vista, de estar exercendo o serviço de casa.

Pandemia mudou bastante a realidade de algumas pessoas, principalmente os comerciantes. Paulo afirma que antes a forma de se comunicar com os clientes era sempre presencial e que isso se tornava um desafio. Atualmente ele faz isso tudo de forma remota facilitando e flexibilizando a forma de atendimento dos clientes.

Em 2022 iniciará as eleições para Presidente da República, Governador, Senador, Deputado Federal e Deputado Estadual. Paulo afirma que se caso ocorre um debate das eleições de 2022 da presidência da república “vai ser um show de horrores”.

Segundo Paulo, “Eu gostaria muito que o município tivesse coragem de acabar com a federalização da rodovia Gov. Jorge Teixeira”. O município depende do DNIT para arrumar a rodovia. Paulo faz um comentário de que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) deveria fiscalizar rodovias e não ficar dentro de cidade pegando motociclista com documento atrasado “ferrando” a vida do trabalhador.

Apresentador Carlos Caldeira, questiona Paulo sobre o que tem de bom no governo do presidente Bolsonaro. Paulo ratifica “não traz nada, onde vai é para arrumar confusão”.

Veja matéria completa na integra

Fonte - 030 - Redação News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.