População protesta após morte de homem no porta-malas de viatura da PRF

As imagens publicadas nas redes sociais indicam que o protesto ocorreu na BR-101, que teve vias fechadas com pneus queimados.
Quinta-Feira, 26 de Maio de 2022 - 16:52

Autor: UOL

Moradores da cidade de Umbaúba, litoral sul de Sergipe, realizaram um protesto na manhã de hoje, pedindo Justiça pela morte de Genivaldo de Jesus Santos, 38. Ele foi submetido a uma ação truculenta da PRF (Polícia Rodoviária Federal), que, de acordo com vídeos e detalhes do boletim de ocorrência, mostram que os agentes usaram gases para dominar o homem.

Foto: Reprodução | Tiktok

As imagens publicadas nas redes sociais indicam que o protesto ocorreu na BR-101, que teve vias fechadas com pneus queimados. A população aparece com cartazes pedindo "Justiça por Genivaldo". Em outra cena, um morador discursa, afirmando que os policiais envolvidos na abordagem são o "lixo da corporação".

"É desumano o que fizeram. Assassinaram o rapaz a céu aberto, nas vistas da população, de familiares. E o que mais revoltou foi ouvir os relatos quando a família dizia, por meio de seu sobrinho, que ele tinha problemas mentais. Parece que essa foi arma que ele apontou para os policiais porque quando ele colocou a mão no bolso para buscar algumas receitas, remédios que comprovassem a sua deficiência mental, eles ficaram mais exaltados."

Segundo laudo do IML (Instituto Médico Legal), a causa da morte de Genivaldo foi "insuficiência aguda secundária a asfixia".

"A asfixia mecânica é quando ocorre alguma obstrução ao fluxo de ar entre o meio externo e os pulmões. Essa obstrução pode se dar através de diversos fatores e nesse primeiro momento não foi possível estabelecer a causa imediata da asfixia, nem como ela ocorreu", disse o instituto em nota.

OAB Sergipe se manifesta

A OAB Sergipe (Ordem dos Advogados do Brasil de Sergipe) está acompanhando o caso. Em nota, a instituição informou que "acompanhará, de forma vigilante, os desdobramentos das investigações sobre o episódio."

"A OAB Sergipe respeita as instituições, mas não compactua com qualquer tipo de violência ou de tortura, razão pela qual se manterá atenta à apuração da responsabilidade pela fatídica morte. Através da nossa Comissão de Direitos Humanos, iremos solicitar, em caráter de urgência, uma reunião com a Corregedoria da Polícia Rodoviária Federal a fim de buscar informações a respeito da apuração."

A OAB ainda informou que está se colocando à disposição de familiares para dar assistência "sempre mantendo o respeito aos profissionais policiais e à instituição PRF, no acompanhamento das responsabilidades cabíveis."

O presidente Danniel Alves Costa, em vídeo enviado ao UOL, afirmou que "as imagens são muito fortes, causam indignação em toda a sociedade e transmitem indícios de negligência na abordagem policial."

"Por isso, não só a OAB, mas toda a sociedade sergipana, exige uma resposta rápida nas apurações e caso fique demonstrado a existência de responsabilidade pelo falecimento que sejam os culpados penalizados e afastados de suas respectivas funções", disse ele. "Mesmo ciente da seriedade da PRF e da sua importância institucional, não é esse tipo de proteção que a sociedade espera da polícia."

Fonte - 030 - UOL

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.