‘É extremamente importante que os servidores tenham cadastro no app SouGov’, afirma Bosco da Federal

O app é usado para que o servidor consiga ter acesso aos seus dados, documentos, contas e consiga gerar uma maior conectividade entre os servidores ativos, aposentados e pensionistas e a gestão de pessoas da Administração Pública Federal.
Segunda-Feira, 23 de Maio de 2022 - 17:09

Autor - Redação News Rondônia

Na tarde desta segunda-feira (23) Bosco da Federal foi o entrevistado do Programa, Direto da Redação, com a apresentação do jornalista, Carlos Caldeira. Na ocasião, Bosco abordou sobre a situação dos servidores do Estado quanto a Transposição.

O programa iniciou abordando sobre qual função Bosco tem exercido atualmente, na qual, o mesmo afirmou que assumiu a DIGEP (Divisão de Gestão de Pessoas) e que tem como missão mudar a ordem de atender na divisão, em vista, que todos os sindicatos tinham muita dificuldade para serem atendidos.

Bosco confirmou que convidou todos sindicatos e associações para uma reunião para que seja melhorado os atendimentos com os mesmos. Bosco ainda disse que há muitos servidores aposentados ou em processo de aposentadoria, e que devido muitos terem uma idade alta, acabam que não sabem ou não gostam de usarem celulares, porém, o mesmo diz que é essencial usar para o uso do aplicativo SouGov.

O aplicativo SouGov foi criado para o uso de servidores públicos federais ativos, aposentados, pensionistas e anistiados políticos do poder Executivo Federal civil. O app é usado para que o servidor consiga ter acesso aos seus dados, documentos, contas e consiga gerar uma maior conectividade entre os servidores ativos, aposentados e pensionistas e a gestão de pessoas da Administração Pública Federal. Caso o servidor não tenha acesso ao aplicativo ou não tenha cadastro, o mesmo não conseguirá fazer nada quanto ao serviço público.  

Questionado sobre os servidores já transpostos, Bosco afirmou que muitos deles querem mudar para um outro órgão ou até mesmo cidade e Estado. Por sinal, o entrevistado disse que esses que querem ou pretendem se mudar para outro local do país tem dialogado com a Digep, na qual, a mesma tem resolvido alguns desses processos, conseguindo fazer com que esses servidores consigam ir para o local desejado.

Na entrevista Bosco afirmou que a DIGEP atualmente tem 10 mil processos contando todas as categorias e que tem trabalhado arduamente para conseguir solucionar todos eles de forma célere e de forma que todos os servidores tenham os seus desejos realizados quanto ao processo.

Veja o programa na íntegra:

Fonte - 20 - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.