‘Foram feitas duas denúncias anônimas em 7 processos da Secretaria Municipal de Saúde de Candeias’, afirma Valter Queiroz

Nenhum dos contratos voltaram com apontamentos, porém, a DECOR entendeu que deveria avançar com as investigações.
Quinta-Feira, 19 de Maio de 2022 - 16:43

Autor - Redação News Rondônia

Na noite de quarta-feira (18) o Prefeito de Candeias do Jamari, Valteir Queiroz, foi entrevistado do Programa Ponto de Vista, com a apresentação do jornalista, Carlos Caldeira. Na ocasião, o representante de Candeias falou sobre a operação que ocorreu na prefeitura do município.

Na última terça-feira (17) Polícia Civil do Estado de Rondônia, por meio da Delegacia de Combate à Corrupção (DECOR) cumpriu medidas cautelares de busca e apreensão que inauguraram a fase ostensiva da denominada ‘Operação Derision’. A ação teve início a partir de denúncia anônima dando conta de possível direcionamento em processos administrativos para aquisição de insumos que seriam utilizados no combate à pandemia da COVID-19 para atender a Secretaria Municipal de Saúde de Candeias do Jamari.

De acordo com informações, duas contratações realizadas por meio de dispensa de licitação, não demonstraram vantagem da aquisição, além de outros indícios que fundamentam as aquisições pelo Setor Público, e que beneficiaram diretamente dois empresários envolvidos, na qual, houve participação direta do Secretário Municipal de Saúde do município de Candeias. Por sinal, o secretário foi afastado por 60 dias de suas funções.

Apesar de a operação ter ocorrido em Candeias, o Prefeito do município não foi citado na ação da polícia e a delegada afirmou que o mesmo não tem participação no caso que ainda continua sendo investigado.

Valteir disse que as gestões anteriores na cidade de Candeias do Jamari foram muito ruins, em vista, que muitos contratos com fornecedores não eram pagos e que devido a isso, foram feitos contratos emergenciais para a área da saúde de Candeias do Jamari, na qual, fizeram aquisições de remédios, oxigênio e insumos para serem usados no combate a Covid-19 no município.

O prefeito afirmou que as denuncias foram feitas em 7 contratos da Secretaria Municipal de Saúde de Candeias e que a Prefeitura disponibilizou todos para investigação, mas nenhum desses contratos voltaram com apontamentos, porém, a DECOR entendeu que deveria avançar com as investigações.

"Estamos apoiando nas investigações para sabermos o desfecho na operação e para que possamos continuar com nosso trabalho em prol de Candeias do Jamari", concluiu o Prefeito.

Confira o programa na íntegra:

Fonte - 20 - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.