ANJOS DA MADRUGADA: Quem é o motorista de aplicativo que salvou duas crianças em menos de uma semana na capital?

Arquimedes acredita que tudo quem vem acontecendo é um propósito de Deus na vida dele, que ainda não conseguiu desvendar, mas que lá na frente vai compreender.
Sexta-Feira, 13 de Maio de 2022 - 15:39

Autor: Anderson Nascimento
Coluna Direto da Redação

Diz um ditado popular que um raio não cai no mesmo lugar, mas o motorista de aplicativo, Arquimedes Galvão de Oliveira, de 33 anos de idade ganhou notoriedade ao salvar pela segunda vez uma criança em menos de uma semana.

Pai de duas crianças de 10 e 12 anos, há cerca de três anos após deixar o ramo da segurança eletrônica, Arquimedes começou a desenvolver a função de motorista de aplicativo na capital e faz parte da equipe denominada, "Anjos da Madrugada". E, foi este nome que chamou atenção deste jornalista.

CASO I

Na noite de 09 de maio, Arquimedes passava pela rua Três e Meio, bairro Nova Floresta, quando percebeu um casal em vias de fato, e uma criança. Nisto, o casal que estava no veículo próprio saíram em alta velocidade, deixando o filho, uma criança de apenas quatro anos de idade, abandonada na rua.

Arquimedes revelou que abraçou a criança e pediu ajuda de um casal que também passava no local em uma motocicleta.

"Eu pedi para eles ficarem olhando a criança enquanto eu entrei no meu carro e fui atrás dos pais daquela criancinha que estava apavorada", revelou.

Após várias quadras, Arquimedes conseguiu para o veículo do casal e pediu para eles retornarem para pegar o filho, pois a polícia já tinha sido acionada. Neste momento, o pai da criança fugiu por um terreno baldio e depois da chegada da polícia, o casal recebeu voz de prisão.

CASO II

Já no final da noite de quinta-feira (12), Arquimedes afirmou que tinha finalizado uma solicitação de viagem, e estava no bairro São João Bosco quando o celular tocou. Era uma colega do grupo "Anjos da Madrugada", pedindo apoio, pois o veículo apresentou problemas e não teria como chegar no trajeto final. Detalhe: a passageira estava grávida e estava a caminho da maternidade.

"Ela mandou mensagem pedindo ajuda, só que era na zona sul da capital. Quando ela revelou que a moça estava grávida eu disse que chegaria em até dez minutos. Não sei como, mas eu cheguei lá."

No momento em que Arquimedes transfere a cliente para o seu veículo inicia-se o trabalho de parto. Sem saber o que fazer, uma guarnição da Polícia Militar passa no local e Arquimedes pede apoio.

"Os policiais perguntaram o que estava acontecendo. Quando contei a eles que a moça estava em trabalho de parto, na hora eles falaram que iriam na frente abrir caminho no trânsito, para que pudéssemos chegar com brevidade e segurança na maternidade", informou.

PERIGOS DA PROFISSÃO

O profissional também relatou sobre os perigos da profissão principalmente de quem percorre vários bairros a noite na capital, pois não sabem quem será o próximo passageiro.

"Olha, eu já fui vítima de assalto, onde os infratores com bastante violência me levaram até a zona leste da capital. Graças a Deus, aos meus colegas que agiram rápido e a polícia não aconteceu coisa pior comigo, mas o risco da profissão é grande", comentou.

PROPÓSITO DE DEUS

Arquimedes acredita que tudo quem vem acontecendo é um propósito de Deus na vida dele, que ainda não conseguiu desvendar, mas que lá na frente vai compreender.

Nota do jornalista: é incrível que eu iniciei a escrever a coluna, mesmo sem ter o contato do Arquimedes, e quando já tinha terminado o primeiro parágrafo, consegui falar com ele, e ao chegar no jornal para conceder a entrevista, o próprio já falou sobre o ditado popular que iniciamos o texto. Sobrenatural!

Fonte - Anderson Nascimento - Newsrondonia

Comentários

News Destaques

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.