Fifa vai investigar denúncia que pode levar Chile à Copa no lugar do Equador

Chilenos acusam equatorianos de escalar nas Eliminatórias um jogador nascido na Colômbia
Quarta-Feira, 11 de Maio de 2022 - 17:51

Autor: GE

A Fifa anunciou nesta quarta-feira que abriu uma investigação para apurar uma denúncia apresentada pela associação de futebol Chile (ANFP) contra a Federação Equatoriana de Futebol.

Foto: Marcelo Hernández/EFE

Segundo a denúncia, os chilenos sustentam que o jogador Byron Castillo nasceu na Colômbia e atuou irregularmente em oito jogos das Eliminatórias Sul-Americanas para Copa do Mundo do Catar.

A ANFP também pede que o Equador perca os pontos das partidas em que o jogador foi utilizado, e que seus rivais ganhem três pontos. Isso alteraria a classificação final das Eliminatórias e daria uma vaga na Copa ao Chile.

Quando o Chile anunciou que havia feito a denúncia, a Federação Equatoriana de Futebol respondeu que toda a documentação de Byron Castillo estava em ordem e que não havia motivo para punição.

A investigação ficará a cargo do Comitê de Disciplina da Fifa. Qualquer decisão poderá ser contestada no Comitê de Apelações da própria Fifa. Depois, ainda caberá recurso ao Tribunal Arbitral do Esporte.

– Abriu-se uma investigação porque, preliminarmente e sem avançar no mérito, a Fifa entendeu que existem indícios de uma possível adulteração e agora vai se aprofundar no mérito, ouvindo a posição do jogador e da federação equatoriana. Desde o começo venho dizendo que estamos convictos de que o jogador nasceu na Colômbia e falsificou a certidão de nascimento no Equador, e mostramos isso com documentos à FIFA. Agora chegou a vez do atleta e da FEF se explicarem – declarou o advogado brasileiro Eduardo Carlezzo, que representa o Chile neste caso. 

Fonte - 030 - GE

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.